Texto principal

ESTA ÉPOCA, O BOAVISTA FUTEBOL CLUBE CONTINUARÁ A PARTICIPAR EM VÁRIAS MODALIDADES A NÍVEL NACIONAL, COM OS OBJECTIVOS DE HONRAR O NOME DESTE CLUBE. O ANDEBOL SÉNIOR E VOLEIBOL FEMININO, DISPUTAM O PRIMEIRO ESCALÃO NACIONAL... OUTRAS MODALIDADES LUTAM PELO REGRESSO A ESSE ESCALÃO.


sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

A PROPÓSITO DO CASO DA ANULAÇÃO DA REUNIÃO DO CJ



 Tribunal rejeita recurso da Federação sobre caso do Boavista

Publicamos na integra a notícia publicada nos jornais, sobre a decisão do TCAS e apresentamos em seguida, os nossos comentários e mais...

"O Tribunal Central Administrativo do Sul (TCAS) rejeitou o recurso apresentado pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) quanto à anulação da despromoção do Boavista à Segunda Liga.

Fonte do TCAS citada pela "Agência Lusa" esclarece que o referido recurso "não foi admitido por ser legalmente inadmissível".
"O processo transitou, por falta de recurso da decisão e será remetido, brevemente, para o Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa", acrescentou a mesma fonte.

O Boavista, recorde-se, foi notificado, a 28 de Fevereiro, de que o Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa decidiu anular a reunião do Conselho de Justiça (CJ) da FPF que confirmou a despromoção do clube à Segunda Liga, em 2008, no âmbito do processo "Apito Final".

A reunião do CJ, realizada a 4 de Julho de 2008, contudo, não terminou, já que o presidente e o vice-presidente decidiram abandonar o encontro. Houve ainda uma segunda parte do encontro, sem os dois responsáveis, em que foi confirmada a descida do Boavista. Foi esta a decisão anulada pela justiça civil.

Boavista e FPF não se mostram, para já, disponíveis para comentar a decisão. No caso do clube axadrezado, que milita actualmente na II Divisão, não há ainda uma notificação oficial. Já fonte da Federação referiu à "Agência Lusa" que o organismo "irá analisar com detalhe os fundamentos desta decisão para avaliar os eventuais próximos passos a seguir".

Notas do Editor:
   Como deixamos, há alguns meses, postado neste Blog, esta era a decisão  esperada e o seu resultado perfeitamente garantido, porque o processo do Boavista FC, segue (seguiu) os passos empreendidos pelo FC Porto, consequentemente as decisões seriam (teriam que ser) iguais! Clique no link para aceder à noticia do Blog, de Março. http://act-amadoras-boavista.blogspot.pt/2012/03/proposito-de-voz-do-porta-voz.html.

     No seguimento do todo o processo a FPF terá a palavra, que deverá passar pela marcação de nova reunião do Conselho de Justiça.
     Mas sendo eu, um homem que acredita nas Leis, mas dúvida da sua aplicação - consoante os interesses - nada me admirará que a FPF consiga “ladear” este processo. Como o fará? Vamos esperar para ver, sem especular sobre essa questão.

    Chamo a atenção que o Tribunal “ NÃO OBRIGA”  a que a FPF reúna de novo. O Tribunal só deliberou que a anterior reunião É NULA! Caberá à FPF - em primeira posição – tornar pública as suas intenções.
    Na minha opinião, as coisas não serão tão lineares como todos nós desejaríamos e caso a FPF, tenha intenções de contornar o processo, os Clubes -  Boavista e Porto – terão que assumir um processo de reivindicação da realização de nova reunião.

    Se todos, relerem os artigos publicados por José Manuel Delgado no jornal “A Bola” que postamos (repetimos em baixo) verificarão que tudo está mais ao menos cozinhado.

   Saliento – positivamente – a descrição como foi recebido esta noticia no Bessa, contrariando, os foguetes precocemente gastos da outra vez. Este processo ainda – lamentavelmente – vai demorar muito tempo.
  
   De todo o modo, registe-se mais esta vitória do Boavista nos tribunais e a derrota de dos inimigos do Clube, que desta feita, nada dizem, tentando passar ao lado das suas CERTEZAS!

   Repetimos em seguida o artigo publicado na Bola, por José Manuel Delgado, que faz com (eu) continue de pé atrás!