Texto principal

PARTICIPE NO FESTIVAL DE COR E ALEGRIA QUE O SARAU DE NATAL DA GINÁSTICA E ARTES MARCIAIS, LHE GARANTE. ADQUIRA OS SEUS INGRESSOS, NA SECRETARIA DA GINÁSTICA DO BOAVISTA FUTEBOL CLUBE

sábado, 21 de novembro de 2015

FUTSAL (SENIORES) - BOAVISTA PERDE EM LISBOA, COM A EXPULSÃO MAIS RÁPIDO DE SEMPRE


SL OLIVAIS 3 – BOAVISTA FC 2
(2-2)
PAVILHÃO

Casal Vistoso, em Lisboa





ÁRBITROS

Fernando Serras (AF Portalegre) e Miguel Castilho (AF Lisboa)






SL OLIVAIS
Cristiano             
João Marçal      
Jander 
Tukinha              
Giló       
Banco                  
Paulo Silva         
Julião   
André Nabais   
Tiago    
Paquete             
Dura     
Jardel          
Lumbu 

Treinador
Luís Alves

BOAVISTA FC

Rui Pedro
Dani
Pedro Andrade               
Tito       
Baião

Banco
Ruben
Kevin   
Ricardo Santos
João Vieira
Paulinho
Jorginho
André Pessoa  
Rui Baltar

Treinador
Rui Pereira

DISCIPLINA
Olivais – Tukinha (22)
Boavista – Baião (13), Jorginho (15),



Boavista – Pedro Andrade (0,10),




Boavista – Baião (23)






MARCHA DO MARCADOR


1-0Jander (1) (gp)
1-1   Baião (4)
2-1 Dura (7)
2-2 Ricardo Santos (10)
3-2 Dura (26)

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

FUTSAL (JUNIORES SUB 20) - O MISTER AXADREZADO ANTEVÊ JOGO EQUILIBRADO

Na véspera, de mais um jogo a contar para o campeonato Nacional de Juniores (sub-20, de Futsal. No qual o Boavista recebe o Desportivo Jorge Antunes, escutamos a previsão do técnico axadrezado, João Marques.


O que se espera para o jogo de amanhã?

Mais um jogo muito equilibrado e difícil, mas a nossa equipa, conseguiu um excelente resultado na última jornada, em casa do adversário muito difícil de bater. Esse facto, foi em minha opinião, a afirmação que o Boavista está de corpo inteiro neste grande campeonato. O jogo com os Vizelenses, será muito disputado, mas uma vez mais, apostamos na nossa vitória.

Vai ser um jogo com muitos golos?

Penso que não. O Desportivo Jorge Antunes, é a equipa com a dfesa menos batida, na zona, ainda nem aos dez golos chegou. Neste aspecto, é uma equipa muito equilibrada, com posse de bola e equilibrada nos dois sectores. Penso que nem vamos marcar, nem sofrer o número de golos que temos como média.
       

FUTSAL - AGENDA DESPORTIVA




ANDEBOL - AGENDA DESPORTIVA






FUTEBOL FEMININO - AGENDA DESPORTIVA PARA O FIM DE SEMANA







quinta-feira, 19 de novembro de 2015

VOLEIBOL - AGENDA DESPORTIVA PARA O FIM DE SEMANA






VOLEIBOL - SUSANA MURILLO, UMA JUVENIL COM ESPERANÇAS NOS CRESCIMENTO

Susana Murilho, é uma simpática atleta da equipa  de Juvenis, de voleibol e frequenta os ginásios do Bessa, no âmbito do protocolo entre o Boavista e a Escola Clara de Resende. Foi no final de um desses treinos que interpelamos a Susana.


Que ano, frequentas no Clara?

Frequento o décimo primeiro ano.

E jogas voleibol, há quantos anos?

Jogo há seis anos. Comecei nas minis do Boavista.

Porquê o voleibol?

Confesso que no início, não estava interessada no voleibol e quando disse à minha mãe que queria praticar desporto…ela escolheu o voleibol. Aceitei e agora, não quero outro desporto.

A equipa de Juvenis, sofreu muitas alterações. Como analisas agora a vossa prestação?

A equipa está muito diferente, entraram muitas pessoas e algumas nunca tinham jogado voleibol. Isto, tem os seus custos e só com o tempo poderemos estar todas sincronizadas no estilo de jogo. Interessa é evoluirmos e atingir o patamar que nos propusemos.

Chegar ao nacional?

Nós gostávamos de atingir essa meta, mas neste momento, não sei será possível, mas vamos lutar para isso.

Como está a situação?

Realizamos até agora, três jogos e perdemo-los. Isto na primeira ronda, está difícil e não sei se conseguiremos melhorar, mas na segunda ronda estaremos fortes e com mais garra, penso que vamos recuperar.

Quem é a treinadora?

A professora Rita, que tem feito um excelente trabalho, lamento que ainda não tenham aparecido os resultados, porque ela merece. É uma treinadora diferente, com formas diferente e uma experiência diferente, acabando por ser uma mais-valia para nós. Tem novas ideias sobre o voleibol e acho que nos vai ajudar muito. Eu estou a gostar muito dela.

O que queres fazer quando “fores grande”?


Queria jogar até não poder mais, fazer isto até ser velhinha.

O APOIO MÉDICO, EM DESTAQUE NA PRÓXIMA SEMANA

Na próxima semana, apresentaremos um trabalho sobre o apoio médico dado a todas as modalidades Amadoras.


Apresentaremos uma entrevista com o Dr. Pinto de Sousa e uma entrevista de fundo, com o fisioterapeuta,  Fernando Sobreiro.

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

VOLEIBOL EM DIRECTO NA " A BOLA TV"


O jogo entre o Boavista e o Atlético VC, a contar para o campeonato nacional de Voleibol, vai ser transmitido pela  "A Bola TV".


Por este motivo, o citado encontro, irá ser realizado no próximo dia 29,  com início pelas 18.00, no pavilhão Fontes Pereira de Melo

terça-feira, 17 de novembro de 2015

VOLEIBOL (SENIORES) - PONTO DA SITUAÇÃO, APÓS 8ª JORNADA


 RESULTADOS
 CLASSIFICAÇÃO 

JUDO - ENTREVISTA COM MIRCO CABRAL

Mirco Cabral, é um promissor judoca que treina todos os dias no Bessa e dá aulas de judo aos alunos da Escola Fontes Pereira de Melo. Um judoca, que junta ambição ao treino árduo e aposta na concretização das suas ambições.

Mirco, há quanto tempo estás inscrito e treinas pelo Boavista?

Há cerca dois anos, este é o segundo ano, mas antes, já era treinado pelo professor Pedro.

Continuas a treinar com o mesmo entusiasmo do início?

Eu diria mais, continuo a treinar com o mesmo entusiasmo e um pouco mais. Cada dia que passa, assumo os desafios, treino com a ideia fixa em subir de nível.

Em que dias treinas? Continuas a dividir os treinos entre o Bessa e o Fontes?

Actualmente, treino todos os dias e utilizo mais o ginásio do Boavista. No Fontes quase me limito a acompanhar os atletas do desporto escolar.

Continuas no desporto escolar e no federado em simultâneo?

Não. no desporto escolar, já passou o meu tempo, como atleta, agora limito-me a acompanhar os miúdos. Sou atleta exclusivamente do desporto federado.

Como tem corrido o desporto federado?

Tem corrido bem, porque tenho conseguido lugares de relevo. Consegui duas vezes consecutivas, o terceiro lugar, no Costa Matos, que é prova de nível nacional. Nos campeonatos nacionais, tenho marcado a minha presença, embora reconheça que não me tem corrido muito bem. Este ano, consegui ser o Campeão zonal da zona norte.


Obejctivos pessoais?
Estou a trabalhar para chegar à seleção nacional, falta mais uns tempos, mas quero chegar lá. A minha aposta principal é ser campeão nacional e determinei um espaço de dez anos para o alcançar. Já trabalho há seis anos, faltam-me quatro anos para o conseguir, mas espero alcançar o título antes desse período.


ATLETISMO - MEIA MARATONA DA NAZARÉ

Alexandre Matos, terminou em 3º lugar na Meia Maratona da Nazaré no escalão M50.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

CASO DA LESÃO DE FABIANA - EXPLICADO EM DISCURSO DIRECTO

A nossa atleta Fabiana Silva, já se encontra no Porto, para onde viajou, hoje, de avião, como estava programado. a meio da tarde de hoje, falamos directamente com ela, para melhor entendermos o que se passou e qual o seu estado de saúde.


No pavilhão, todos especulamos um pouco, sobre a forma como aconteceu a lesão. Queres explicar um pouco?

Fui "buscar" uma bola e bati com o osso da anca no chão, quando me quis levantar, já não consegui.

Foste assistida no local e transportada ao hospital de Almada. Que diagnóstico fizeram?

Cheguei ao hospital e depois de alguns exames de radiologia, soube que não tinha qualquer fractura nem osso fora do lugar. Mas continuo com dores, fora do normal.

Que sintomas tens, no momento?

Já estou andar um pouco, mas custa-me a levantar, custa-me a sentar e andar e até, por vezes, me custa a respirar. Por isso, eu acho que isto é de origem muscular e se ficou a dever ao impacto, ou se aconteceu algo mais.

Que está programado, fazeres?


Irei, hoje, ao Doutor Pinto de Sousa, no posto médico do Boavista e penso que iremos descobri o que tenho fisicamente mal. A partir dessa consulta irei cumprir o que for decidido pelo doutor Pinto de Sousa e o Senhor Sobreiro. Para já não sei mais nada.

VOLEIBOL - A PARTE POSITIVA DE UM DIA NEGATIVO

No meio de um turbilhão de emoções, do dia de ontem, há, felizmente, uma situação positiva que deve ser enaltecida e publicitada.

Em toda a situação que a atleta Fabiana viveu e, entre as pessoas que se preocuparam e acompanharam, temos que destacar duas pessoas.

Tatiana Santos, atleta da equipa sénior da PE Lobato e Filipe Braga, treinador do SL Benfica.

Estas duas pessoas, foram inseparáveis e sempre solidários com a Fabiana.

Para eles um abraço de amizade, reconhecimento pela sua solidariedade. Num dia mau… conhecemos pessoas boas!

Muito obrigado aos dois e Bem-haja. 

VOLEIBOL - A PARTE NEGATIVA DO JOGO COM O PEL

O ambiente, na bancada do pavilhão da escola Pedro Eanes Lobato, na Amora, foi estranho, anormal no voleibol – nunca tinha presenciado, tal postura na modalidade – mais parecendo um jogo de futebol, realizado nos subúrbios de qualquer aldeia.

Sempre me habituei a assistir ao público (da casa) apoiar as suas atletas. Aplaudindo, incentivando, mas guardar silencio quando se realiza o serviço e se efectuam as jogadas.

Ontem, tal não aconteceu!

Sempre que o Boavista, tinha o serviço, o barulho era ensurdecedor. Com o passar do tempo, as “coisas foram, lamentando, evoluindo”. As nossas atletas Bia e Bu, passaram a ser alvo de ataques racistas ( logo numa localidade com número enorme de população de origem africana). Até indivíduos (não pessoas) de idade avançada, gritavam quando a Bia ou BU serviam ou falhavam…OBRIGADO PRETA!

Lamentável, comportamento que levou a Bu quase ao desespero, mesmo depois do jogo terminado.

Dentro do campo, as atletas do PEL (salvo as poucas excpeções, a quem apresentamos desculpas) usaram as mesmas palavras e mais ofensas!

Um jogo de voleibol feminino a roçar o pior que se pode ver nos campos de futebol.

Nota pessoal - Defendo, que não devemos trazer para o desporto, nem ódios, nem falta de respeito. Não defendemos uma acção de vingança! Somos um clube de justiça! Então saibamos retribuir, na segunda volta o que nos fizeram ontem. Quem nos rebe bem, deve ser bem recebido!

Quem nos respeito deve ser respeitado!
Quem não o faz deve ser tratado em pé de igualdade!
Trata-se de justiça!

No encontro, devermos retribuir o que ontem aconteceu.
Sem agressões, que não as houve. Mas com barulho ensurdecedor quando as “meninas” de PEL forem servir!
Ontem, tive oportunidade de lhes dizer “ se é assim, que jogam voleibol, será assim que irão jogar no Porto e garanto-vos meninas, que ireis "rezar" para sair o mais depressa do jogo que puderem!”

Tudo é lamentável, mas não pode ficar sem resposta nossa.
É uma questão de justiça!
É uma forma de formar desportistas!


Um abraço para a a Bia e para a Bu. Tenham muito orgulho em ser dessa cor. Vocês sois a raça mais forte! 
Quem vos quer magoar, não passam de uns cobardes frustrados em não ter a vossa cor.

VOLEIBOL - LESÃO, ÁRBITROS E ERROS PRÓPRIOS, ACABAM EM DERROTA INESPERADA

PE LOBATO 3 – BOAVISTA FC 0
25/20, 26/24, 25/15





Foi, um acumular de pormenores, que acabaram por proporcionar um resultado inesperado – até pela diferença do marcador – e marcar a segunda derrota do Boavista no campeonato nacional.

Partindo do princípio, que sempre defendemos, que devemos saber aceitar as derrotas, da mesma forma, como saboreamos as derrotas, esta é, a essência do desporto, é nossa obrigação levar até aos nossos leitores a forma como “vimos” o jogo de ontem, na Amora.

O primeiro acontecimento que mexeu (decidiu?) com o jogo, aconteceu, quatro minutos após o seu inicio. Falamos da lesão de Fabiana.

1º set 25/20 – A lesão de Fabiana
O Boavista, entrou bem no jogo e atingiu a vantagem de 6/3 tendo a posse do serviço seguinte. Mas na jogada anterior a atleta Fabiana, ao rodar todo o corpo para executar um recepção, que conseguiu com êxito, terá ficado com o pé preso e sofreu uma lesão na anca. O jogo foi interrompido, a retomado posteriormente à retirada da atleta do terreno de jogo.

A equipa do Boavista, muito jovem, não conseguiu libertar-se, dos receios que sentia da sua “patroa de campo”, Fabiana, sendo jovem é a atleta mais adulta. O Boavista, não conseguiu lutar contra os sentimentos e foi uma equipa órfã, e algo nervosa, que completou o primeiro set. Erros e alguma apatia, determinaram a derrota do parcial. Facilmente, a equipa sulista impos uma diferença de cinco pontos de vantagem atingindo os 15/10 e mantendo essa vantagem até ao final do parcial.

2º set 26/24 – Os árbitros
O segundo pormenor???ou “pormaior?” Aconteceu, no segundo parcial, por acção do segundo árbitro do jogo.
Todo o set, foi jogado com grande equilíbrio, mas na passagem do décimo sexto ponto, o Boavista tomou conta do jogo e atingiu a marca de 22/20. O referido árbitro, decidiu penalizar um erro de formação, penalizando o Boavista, colocando em 22/21, o que poderia e deveria ter sido 23/21. Esta acção, repetiu-se quando o Boavista vencia por 23/22 e o que poderia ser o 24/22, passou a ser de empate a 23/23! O Boavista, lutou mas com tanto nervosismo, não conseguiu evitar a derrota nas vantagens de 26/24.

Nota pessoal: Nem colocamos em causa que o árbitro, tenha “visto bem”, o movimento de mudança de zona, da atleta axadrezada, antes de o serviço ter sido efectuado. O que colocamos em causa e questionamos…é "e os outros"? E os erros de formação, efectuados pelas atletas da Pel? Tanto rigor em dois momentos decisivos do parcial e do jogo? Uma coisa é um erro do árbitro quando o marcador assinala os primeiros pontos, outra coisa, é tamanho rigor nos últimos momentos de um parcial. Que este parcial foi decido pelos árbitros, ninguém tem dúvidas!

3º set 25/15  - Os erros
Foi uma equipa nervosa, revoltada, a que iniciou o terceiro parcial. O Boavista, lutou até atingir a dezena de pontos e, depois aconteceu, apenas o que faltava acontecer neste jogo. A guerra imposta pelas atletas da casa, com insultos, ofensas, ameaças que quase davam início a uma luta dentro do terreno. Este ambiente destruiu o Boavista. Curiosamente, o senhor segundo árbitro, tudo ouviu, a tudo assistiu e nada ou pouco nada fez. Depois de conferenciar três vezes, com o seu colega, decidiu exibir o cartão amarelo ao treinador do Boavista e à atleta Bia, do resto nada mais fez.
De cabeça perdida, o Boavista quebrou, acumulou muito erros e “entregou” o jogo.

Tecnicamente, temos que reconhecer que o PEL aproveitou, este dia negro composto por um conjunto de pormenores. Serviu melhor, esteve mais unida e aproveitou todos acontecimentos.

Nota pessoal: Considero que na segunda volta o Boavista vai repor a verdade da diferença de equipas e até aposta na vitória axadrezada por 3/0!


Não damos os parabéns ao Pel porque o comportamento de público (farei artigo a publicar em separado) e o comportamento de várias atletas no campo, não foi digno!

FUTSAL - RESULTADOS DO FIM DE SEMANA



FUTSAL (SUB 20) - PONTO DA SITUAÇÃO DO CAMPEONATO NACIONAL APÓS 5ª JORNADA


 RESULTADOS
 CLASSIFICAÇÃO

PRÓXIMA JORNADA

VOLEIBOL - RESULTADOS DO FIM DE SEMANA