Texto principal

ESTÃO ABERTAS AS CAPTAÇÕES PARA OS PLANTEIS DE FORMAÇÃO DE FUTSAL. CONHEÇA OS DIAS DE TREINOS E ESCALÕES, CLICANDO NA FOTO DO LADO DIREITO DESTA PÁGINA.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

VOLEIBOL - MINIS EM TREINO FESTIVO


Fotos cedidos pelo Blog do Voleibol

UM POUCO DE HISTÓRIA DO ANDEBOL



Clique sobre as fotos para ampliar

O nosso amigo Jacinto Catau (campeão nacional de Hóquei em patins pelo Boavista FC) tem nos seus arquivos verdadeiras relíquias da história do Clube.
Hoje enviou-nos  uns documentos (verdadeiras relíquias) do tempo em que o seu foi seccionista do ANDEBOL (na época de 11).

Encontrou duas  de inscrições  - uma dos seniores  e outra dos juniores - para a época de 1955/56.

Segue-se o texto que fez acompanhar os documentos que nos ofereceu:

Alguns destes atletas foram e são figuras de prestigio e penso que grandes Boavisteiros ( nesse tempo era tudo de borla)
Lembro-me desta lista de alguns:
Eng. Alfredo Cruz (morava em frente ao Bessa) filho do Sr. Agostinho Cruz, Seccionista e grande Boavisteiro
Quintela era funcionário dos Telefones
Pina foi jogador e Seccionista ainda há poucos anos (já falecido)
Graça, que durante muitos anos foi jogador e treinador
Henrique Freitas .- Muito corpo lento era também lançador de Peso
Marinho - talvez dos mais velhos, foi depois seccionista durante muitos anos
Engº Ramiro Guimarães
Dr. Raul Guimarães
Reinaldo Azevedo (Carroças) era simultaneamente Guarda-redes do Andebol de 11 e da 1ª equipa de futebol do BFC.

Nos juniores, lembro-me
Dr. Ramalhão”

A História de um clube é feito destes documentos, por este facto, agradecemos  ao amigo Jacinto Catau.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

A MINHA OPINIÃO (SE ME PERMITEM) SOBRE ESTA DATA HISTÓRICA


O momento que o Boavista atravessa é um momento de múltiplas sensibilidades. Esperança na “ recuperação”, perigo na aposta assumida e finalmente, de reflexão (extraordinária e corajosamente exposta) pelo Dr. João Loureiro, na sua mensagem aos associados.

Ponderei sobre escrever (ou não) este meu (simples) artigo, mas acabei por me decidir a fazê-lo, dado que sempre escrevi em (sobre) todo o processo, criticando (sem ofender ninguém) mesmo os que mereciam, dando a minha visão critica e discordando, quase sempre, com o rumo que a vida do Boavista levava.

Fui catalogado, como inimigo do Boavista!
Isto sempre foi falso! 
Fui (quando muito) adversário de quem tinha uma posição oposta ao que eu defendia.

Hoje, desejava, estar  junto ao Doutor João Loureiro, para lhe mostrar o meu respeito e admiração,  pela coragem que teve em se candidatar, terminando com este período que a lado algum nos conduzia…
Mas, mais que por esse facto (candidatura), queria saudá-lo pela lucidez e coragem da sua mensagem aos associados. Sem ocultar dificuldades, sem criar ilusões de ter soluções fáceis, sem garantir que vai solucionar os problemas, sem garantir que vai evitar a morte do Boavista FC.
Em poucas palavras, foi extremamente sério!

Seria injusto, da minha parte, não registar as pessoas, que muito  foram vilipendiadas no seu bom nome, ofendidos e agredidos, por terem dito o mesmo, que agora foi assumido.
Obviamente, que o peso do passado e do nome do DR. João Loureiro, na história do Boavista, lhe permite dizer estes factos, que são as realidades do Clube, sem enfrentar tais oposições e ser mais facilmente “escutados”.

Esta é a minha opinião. 
Desejo que os Boavisteiros entendam essa mensagem, “nem o Céu está ali ao virar da esquina, nem o inferno, está no fim da recta.” É preciso unidade, trabalho e principalmente, falar (sempre) a verdade.

Só a verdade, traz a unidade e solidariedade.

Como sou homem das Amadoras, termino dando o meu comentário sobre o Vice-presidente escolhido para as modalidades…
É o homem certo, no lugar certo, no momento exacto!
Começou bem Senhor Presidente!

Manuel Pina Ferreira

PROGRAMA DA DIRECÇÃO DO BOAVISTA FC


- Gerir o Programa Revitalizar, apresentado pela anterior Direcção, de modo a conseguir um acordo nas melhores condições possíveis para o Clube com os seus credores
- Promover acções de aproximação e recuperação de Associados, designadamente através de campanhas inovadoras
- Intensificar e recuperar as boas relações institucionais do Clube com as demais Instituições Desportivas, Municipais, Estatais e outras
- Efectuar uma gestão racionalizada do Património e Instalações do Clube, de modo a diminuir os respectivos custos, e potenciar as suas receitas
- Estudar e projectar a rentabilização do Património do Clube, promovendo se necessário a autonomização de património não indispensável, tendo por objectivo reduzir o passivo e reequilibrar económico-financeiramente o Clube
- Promover Parcerias Estratégicas, Nacionais e/ou Internacionais, para a Boavista F.C., Futebol, SAD, que possibilitem meios com vistas ao reequilíbrio económico-financeiro do Clube
- Coordenação e colaboração com a Administração da Boavista F.C., Futebol, SAD nas áreas Desportiva e Jurídica, no sentido de serem alcançados os objectivos de recolocação do Boavista no lugar a que tem direito, e ressarcimento dos prejuízos havidos
- Continuar e intensificar uma política Eclética nas Modalidades Amadoras, segundo princípios de gestão racional e cuidadosa
- Racionalizar e optimizar a gestão do Futebol de Formação, em coordenação com a Boavista F.C., Futebol, SAD, de modo a possibilitar uma unificação de processos e organizativa futura, no âmbito desta última
- Promover acções comerciais para obtenção de publicidade ou apoios para o Clube, e suas Actividades Amadoras ou Futebol de Formação
- Melhorar e modernizar a imagem do Clube, designadamente com a criação de um novo Site
- Fazer uma gestão equilibrada dos recursos humanos, promovendo a hierarquização, disciplina e rigor, ao serviço do Clube
- Melhorar gradualmente a conservação e limpeza do Estádio e suas valências
- Promover eventos no estádio que permitam a sua maior rentabilização
- Intensificar as relações com as Filiais do Clube, com os Associados em geral, e com a Claque Panteras Negras
-Sempre que útil, promover Grupos de Trabalho para questões específicas

MENSAGEM DR. JOÃO LOUREIRO


Caros Associados,

Apresentei ao Sr. Presidente da Assembleia Geral a Lista para a Direcção do Boavista F.C. que amanhã será sufragada pelos Srs. Associados, bem como, para que todos se possam identificar e ter informação sobre as mesmas, as linhas programáticas que orientarão a sua acção.

Desde já declaro que é com muita honra e sentido de responsabilidade que voltarei a presidir ao Clube do meu coração, agradecendo aos meus futuros colegas de Direcção a sua disponibilidade para trabalhar em prol do Clube e a todos os Associados pelo apoio recebido.

Permitam-me, no entanto, desde já mais uma vez chamar a atenção para a extremamente exigente, difícil e fundamental acção, que será imprescindível gerir com sucesso, sob pena de ficar em risco a própria sobrevivência da Instituição: o Programa Revitalizar, apresentado pela anterior Direcção, cujo acordo com os credores é exigência e pressuposto da realização e promoção dos diversos outros objectivos. Será uma tarefa árdua e de resultado neste momento incerto, que tudo faremos para conseguir realizar, mas para o que será essencial todos os Associados e Boavisteiros , entendendo a gravidade da actual situação, promoverem um verdadeiro e necessário espírito de entreajuda e união.

Atendendo à exigência de tal tarefa, não presidirei à Boavista F.C., Futebol, SAD, que terá uma Administração autónoma, e cujos Corpos Sociais respectivos serão oportunamente designados de acordo com os demais Accionistas. No entanto, e naturalmente, colaborarei com tal Administração em tudo o necessário, e designadamente nas acções tendentes à realização plena e integral de Justiça para a nossa Instituição.

Conto com todos, e todos não serão demais, para a realização com sucesso de objectivos tão exigentes, sendo certo também que solicito a todos tenham a noção de que muitos deles não poderão ser obtidos no curto prazo, exigindo trabalho árduo e discreto, e muita paciência.

Que o futuro, apesar dos obstáculos, seja vitorioso para o nosso querido Boavista, e que Deus nos ajude a todos, cada um à sua maneira, a consegui-lo com sucesso!

Porto, 27 de Dezembro de 2012



LISTA PARA A DIRECÇÃO DO BOAVISTA FC



Presidente:
João Eduardo Pinto de Loureiro, Sócio nº 1.743

Presidente-Adjunto, e Vice-Presidente para as Áreas Jurídica e Administrativa:
Carlos Joaquim Mota Cardoso, Sócio nº 2.954

Vice-Presidente para as Relações Exteriores, Filiais e Ciclismo:
José Manuel Martins dos Santos, Sócio nº 4.483

Vice-Presidente para as Obras, Projectos e Património:
José Manuel Rocha, Sócio nº 6.747


Vice-Presidente para as Instalações, Conservação e Segurança:
Jorge Manuel Dias Trabuco, Sócio nº 335

Vice-Presidente para as Modalidades Amadoras:
António da Silva Marques, Sócio nº 1.100

Vice-Presidente para o Futebol de Formação:
Ricardo Manuel Monteiro da Silva, Sócio nº 3.822

Vice-Presidente para a Área Comercial:
António Augusto Alves da Cunha, Sócio nº 1.566

Vice-Presidente para as Relações Públicas, Comunicação, Marketing e Eventos:
Diogo Vasco da Silva de Oliveira Braga, Sócio nº 2.828

Tesoureiro e Director do Museu:
Dúlio Oliveira, Sócio nº 3.929

VOLEIBOL


NOTICIA JN


Boavista vai a votos na sexta-feira com João Loureiro como único candidato


João Loureiro é o único candidato às eleições do Boavista, que na sexta-feira vai escolher a nova direção, em ato que vai decorrer entre as 15.00 horas e as 19.00 horas, no estádio do Bessa.
 

Boavista vai a votos na sexta-feira com João Loureiro como único candidato
João Loureiro presidiu clube de
1997 a 2007
 
João Loureiro volta assim ao clube a que presidiu de 1997 a 2007, tendo saído por sua vontade. Durante a sua liderança a equipa ganhou diversos troféus, com realce para o título nacional na época de 2000/2001.
O candidato encontra-se em silêncio desde o dia 7 de dezembro, altura em que confirmou que estava disponível para liderar novamente o clube.
João Loureiro disse que decidiu avançar "após sentir união" à sua volta e que tenciona "gerir o Boavista da forma mais abrangente possível, esquecendo eventuais pequenas quezílias do passado".
Afirmou, também, não ter "nenhuma varinha mágica" para resolver "os difíceis problemas" que o clube tem neste momento.
O Boavista tem um desafio muito grande, que se prende com a sua adesão ao Processo Especial de Revitalização (PER), o que aconteceu em novembro passado, depois de os seus dirigentes reconhecerem que a situação atual é de "insustentabilidade financeira".
O clube pediu a sua adesão ao PER no Tribunal de Comércio de Vila Nova de Gaia, reconhecendo ter quase 50 credores, aos quais deve 48,3 milhões de euros. João Loureiro realçou que é preciso "ultrapassar com sucesso esse obstáculo", alegando estar "em causa a própria sobrevivência do Boavista".
O tribunal nomeou, entretanto, um administrador judicial provisório, o que o impede desde logo de praticar atos de "especial relevo", como certas alienações e celebrações de novos contratos.
Ao mesmo tempo, o Boavista viu o Tribunal Central Administrativo do Sul (TCAS) rejeitar o recurso apresentado pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) da decisão, em primeira instância, da anulação da despromoção, em 2008, à segunda Liga.
Tal decisão reforça a esperança dos boavisteiros de que o clube acabará por ser reintegrado no escalão maior do futebol português, e indemnizado pelos danos financeiros sofridos com a despromoção ao escalão secundário.
O Boavista disputa atualmente a zona norte da II divisão, na qual ocupa o 10.º lugar, somando 15 pontos, em 12 jogos realizados.
A tomada de posse da nova direção está prevista para dia 2 de janeiro.

NOTICIA JN

Boavista vai a votos na sexta-feira com João Loureiro como único candidato

 
João Loureiro é o único candidato às eleições do Boavista, que na sexta-feira vai escolher a nova direção, em ato que vai decorrer entre as 15.00 horas e as 19.00 horas, no estádio do Bessa.
 

Boavista vai a votos na sexta-feira com João Loureiro como único candidato
João Loureiro presidiu clube de 1997 a 2007resolver "os difíceis problemas" que o clube tem neste momento.
O Boavista tem um desafio muito grande, que se prende com a sua adesão ao Processo Especial de Revitalização (PER), o que aconteceu em novembro passado, depois de os seus dirigentes reconhecerem que a situação atual é de "insustentabilidade financeira".
O clube pediu a sua adesão ao PER no Tribunal de Comércio de Vila Nova de Gaia, reconhecendo ter quase 50 credores, aos quais deve 48,3 milhões de euros. João Loureiro realçou que é preciso "ultrapassar com sucesso esse obstáculo", alegando estar "em causa a própria sobrevivência do Boavista".
O tribunal nomeou, entretanto, um administrador judicial provisório, o que o impede desde logo de praticar atos de "especial relevo", como certas alienações e celebrações de novos contratos.
Ao mesmo tempo, o Boavista viu o Tribunal Central Administrativo do Sul (TCAS) rejeitar o recurso apresentado pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) da decisão, em primeira instância, da anulação da despromoção, em 2008, à segunda Liga.
Tal decisão reforça a esperança dos boavisteiros de que o clube acabará por ser reintegrado no escalão maior do futebol português, e indemnizado pelos danos financeiros sofridos com a despromoção ao escalão secundário.
O Boavista disputa atualmente a zona norte da II divisão, na qual ocupa o 10.º lugar, somando 15 pontos, em 12 jogos realizados.
A tomada de posse da nova direção está prevista para dia 2 de janeiro.

O AMADORAS VAI MUDAR


No inicio de cada ano, renasce em todos os seres humanos,  uma esperança de mudança, que se espera (sempre mais positiva)…

O Blog das Amadoras, não é excepção e. vai MUDAR! Vai mudar de imagem (pouco) e vai mudar de conteúdo (porque as informações irão ser em número superior e mais actualizadas… estudamos igualmente, a abertura de uma página no facebook…
Brevemente, essas alterações serão executadas, porque e anunciadas, já estão, a partir deste momento.

A nossa entrega, dedicação e rigor para com as Amadoras do Boavista FC…. Essas só não continuarão  serão como até ao momento, porque irão aumentar.

Fique atento e aguarde umas duas semanas…

GINÁSTICA RITMICA


Realizou-se no passado dia 21 de Dezembro, sexta-feira, o torneio de Natal do EGA (Escola Gímnica de Aveiro), com a participação das ginastas do Boavista FC:

Francisca Rocha (juvenil) movimentos livres e corda
Leonor Oliveira (juvenil) bola e arco
Joana Devesa (júnior) arco
Soraia Santos (júnior) fita
Leonor Campos (júnior) fita
Filipa Faria (sénior) bola
Sofia Coutinho (sénior) bola
Larissa Laurindo (sénior) bola e maças

As Ginastas axadrezadas conseguiram as seguintes  classificações:

No escalão de juvenis:
Francisca Rocha, 
1ºlugar em corda e movimentos livres
Leonor Oliveira, 
1ºlugar em bola e 2ºlugar em arco

No escalão de juniores:
Joana Devesa, 
2º lugar em arco
Leonor Campos,
2ºlugar em fita
Soraia Santos,
 4ºlugar em fita

No escalão de seniores:
Larissa Laurindo,
1ºlugar em maças e bola
Filipa Faria, 
2ºlugar em bola
Sofia Coutinho, 
3ºlugar em bola

Observações: Foi uma prova que pontuou apenas o nível de execução das ginastas.

Informações fornecidas por Filipa Faria a quem agradecemos 

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

FUTSAL - TAÇA DE PORTUGAL. BOAVISTA JOGA EM CASA COM O AMASAC

O Boavista recebe o AMSAC em jogo a contara para a IV eliminatória da taça de Portugal em Futsal. 
O sorteio realizou-se na sede da FPF e é a primeira eliminatória na qual participam as 14 equipas da 1ª Divisão, cujos jogos estão marcados para o dia 12 de Janeiro de 2013. 
Resultado total do sorteio. 
Rio Ave – AM Portela
 Freixieiro – Desp. Aves 
Dramático de Cascais – Académica
 Fundão – Os Torpedos 
Sporting – SL Olivais 
Operário – Leões PS 
GS Loures – Piratas de Creixomil 
Unidos Pinheirense – SJ Ver 
Póvoa Futsal – Vencedor do jogo Posto Santo – Burinhosa 
AJAB Tabuaço – UP Venda Nova 
Viseu 2001 – Lamas Futsal 
Boavista – AMSAC 
Quinta dos Lombos – Sp. Braga/AAUM 
Sonâmbulos – Ervededo 
Benfica – Modicus 
GD Fabril – São João

NOITE DE PAZ

domingo, 23 de dezembro de 2012

UM NATAL CHEIO DE PAZ

FUTSAL - SENIORES JOGO INTERROMPIDO




O jogo de futsal entre o Boavista e o S. João, a contar para o campeonato nacional da segunda divisão, foi interrompido aos trinta de dois minutos e trinta segundos, isto é, a sete minutos e meio do seu final, quanto o Boavista vencia por um a zero.
Esta interrupção, aconteceu por uma quebra de energia eléctrica em cinco projectores que ficava sobre a área defendida pelos axadrezados.
Os regulamentos federativos impõem um período de espera da 30 minutos, passados os quais o jogo deve ser dado por interrompido. Nesta base, os delegados das duas equipas apresentaram a proposta à equipa de arbitragem continuar o jogo nas condições (prejudicais para o Boavista que era o clube mais afectado).
Passados vinte e oito minutos, e quando os árbitros iriam recomeçar o encontro, alguém do S. João voltou com a palavra atrás e negou-se a continuar o encontro.
Lamentável, para os espectadores, que esperaram esse período de tempo na esperança de ver a conclusão do encontro.
Talvez, alguém tenha induzido em erro o delegado da equipa visitando, pensando que o jogo viria a ser repetido na sua integra. O que não acontecerá !
Por falta de energia, só serácimprir o tempo em falta, isto é, sete minutos e meio.
Para essa conclusão (do jogo) estrão inscritos os mesmos atletas deste encontro – excepto se entretanto algum for castigado e não poderá estar representado – qualquer atleta, que ontem estivesse castigado, não viu cumprido o seu castigo, e não poderá (voltar) a jogar neste encontro.
Espera-se que a FPF marque uma nova data, para o cumprimento dos sete minutos e meio de jogo.

RESULTADOS DO FIM DE SEMANA


FUTSAL
SENIORES
BOAVISTA FC 1 – SÃO JOÃO 0
(Interrompido aos 32,30 por falta de energia)
JUNIORES
BOAVISTA FC 6 – VILA BOA BISPO 5
JUVENIS
BOAVISTA FC 9 – ESCOLAS ARREIGADA 0
VOLEIBOL
INICIADAS
LEIXÕES SC 3 – BOAVISTA FC 0
CADETES
LEIXÕES SC 3 – BOAVISTA FC 0