é o cklCOLECÇÃO DE CROMOS DAS AMADORAS

OS NÚMEROS SORTEADOS PELA LOTARIA NACIONAL DE NATAL FORAM OS SEGUINTES: 1º PRÉMIO 48509 - 2º PRÉMIO 73761 - 3º PRÉMIO 74257. QUEM ADQUIRIU OS BILHETES DO SORTEIO DEVE VERIFICAR OS SEUS NÚMEROS E REIVINDICAR O SEU PRÉMIO.DE REGISTAR QUE PARA O NOSSO SORTEIO SÓ CONTAM OS ÚLTIMOS QUATRO ALGARISMOS. ASSIM, 1º PRÉMIO 8509 - 2º PRÉMIO 3761 E 3º PRÉMIO 4257

sábado, 12 de setembro de 2015

NOTA DE EDITOR

Por motivos estritamente particulares, não nos será possível, hoje, acompanhar nenhum jogo em directo.

Faremos naturalmente, uma apresentação dos resultados finais. 

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

ENTREVISTA COM RUI PEREIRA, TREINADOR DO FUTSAL SÉNIOR

O futsal sénior tem uma época muito difícil pela frente. Rui Pereira, boavisteiro de coração enfrenta uma causa que muitos consideram condenada. Sem medos, mas conhecendo a realidade, Rui Pereira assume a sua “nau” rumo à tranquilidade.


A época passada., foi de grandes esperanças, a presente época, apresenta um sinal oposto. Entre a frustração e o sentimento de inversão. Como analisa a época anterior? Falhou o quê?

Não quer estar a falar muito da época passada, uma vez que não fui o treinador do Boavista todo o ano. Fui somente até Janeiro e depois não acompanhei o clube de perto. Penso que na época passada os primeiros meses de trabalho e o início do Campeonato marcaram a época do Boavista. 
Se os primeiros meses, se a pré temporada e se as primeiras jornadas tivessem corrido melhor, a época do Boavista poderia ter sido a melhor de sempre. 
De notar que em Janeiro, quando saí, decorrida a primeira volta e 3 jornadas da segunda volta, o Boavista tinha 16 pontos, um cenário que não sendo bom, ainda poderia levar aos play off.

O que se pode esperar desta?

A presente época irá se de grande sacrifício, luta, trabalho e sofrimento. Sabemos que vamos perder muitas vezes, ser goleados algumas e ganhar menos do que no passado. Por isso, necessitamos do apoio dos adeptos boavisteiros e fundamentalmente dos Panteras Negras. 
Necessitamos, desse apoio do primeiro ao último minuto, do primeiro ao último jogo, esteja o resultado que estiver. O plantel foi totalmente alterado, sendo actualmente constituído por jogadores da formação do clube e jogadores recrutados nas divisões inferiores, na segunda divisão e nas provas Distritais. Mas a nossa promessa é que irão sempre ver o Grupo a dignificar a camisola.

Porque aconteceu a  saída do Rui Pereira na época anterior?

A minha saída foi um grande erro. Na altura os resultados, as exibições, as dificuldades financeiras entre outros factores levaram a tomar esta decisão. Mas hoje, classifico como um erro e se fosse possível voltar ao passado, tudo seria diferente, mas não é possível. 
Só podemos aprender com os erros e seguir em frente. Felizmente 6 ou 7 meses depois já estava de volta ao Boavista e com a certeza que é aqui que quero estar, é aqui que me sinto bem, é aqui que estão os meus amigos, este é o meu clube, é destas pessoas que eu gosto. 
Há um clube para um treinador e um treinador para um clube, não é possível fugir a isto. o clube é o Boavista e o treinador sou eu. Obrigado António Morais.


Porque se dá este regresso, apesar de saber das dificuldades?

O Boavista, necessitava de treinador e eu queria voltar já. Nem sequer me preocupei com as dificuldades. Conversamos e logo passamos ao trabalho. Sou treinador do Boavista em qualquer divisão e as dificuldades ainda me motivam para trabalhar mais e melhor. É importante ter em conta que é uma relação igual e nos dois sentidos, eu estou a trabalhar no Boavista e o Boavista a ajudar me a mim. 
Não existe aqui ninguém superior ou mais importante, eu dou tudo pelo Boavista e o Boavista faz tudo para me apoiar. O Boavista é enorme. Não existe um vir ajudar numa situação difícil, o que existe é um Grande Clube, no qual os dirigentes pensam que eu sou a pessoa ideal para liderar o Grupo neste momento, como pensou o mesmo em momentos passados.


Todos apontam o Boavista como o maior candidato à descida. Concorda ou não?

É verdade, a modalidade aponta o Boavista como um dos maiores candidatos à descida. Mas a nós cabe-nos contrariar esse destino. Com a ajuda dos nossos adeptos e dos Panteras Negras, vamos alterar o nosso destino e ganhar esta batalha, não vamos descer de Divisão e para nós será como ser Campeão Nacional. Vamos necessitar do apoio de todos, principalmente nos momentos mais negativos, mas vamos alcançar esse feito da manutenção.


O Plantel sendo actualmente constituído por jogadores da formação do clube e jogadores recrutados nas divisões inferiores, na segunda divisão e nas provas Distritais. Será possível contratações ou reforços?

Não me parece. Poderá acontecer qualquer alteração pontual, mas o objectivo da Direcção foi aproveitar as dificuldades financeiras, a falta de apoios externos e até internos para aproveitar mais a formação do clube, para fazer regressar antigos jogadores da formação, para dar oportunidade a jogadores de outras divisões para vir para a primeira divisão. 
Penso que esta estratégia vai ser difícil mas vai ter sucesso. Se tivermos sucesso vai ser um marco na modalidade e no clube e servirá para alterar muito a forma como sempre se fizeram as coisas na primeira divisão, alargando assim a base de recrutamento, dando mais visibilidade a outras divisões e possibilitar a redução dos orçamentos.

Existe uma frase dos marinheiros......quando vão para o mar preparam-se em terra. O navio está pronto?

Não foi possível aplicarmos essa frase muito bem. Tivemos que nos lançar ao mar sem grande preparação e agora vamos ter que nos prepara no decorrer da viagem. 
Mas se tivermos os marinheiros certos, sem medo, com o carácter forte, com qualidades e valores humanos e a ajuda, não me vou fartar de pedir, de todos os Boavisteiros, que serão os nossos bons ventos, de certeza que vamos descobrir o Brasil, ultrapassar o Adamastor e descobrir o Caminho Marítimo para a Índia, ficando assim na Primeira Divisão Nacional.


Deseja ter um Pavilhão cheio a apoiar uma equipa, mas só quando luta pelo título ou um pavilhão de 5, 10 ou 15 pessoas que apoia de verdade uma equipa que luta para não descer.

Desejo ter um pavilhão repleto de boavisteiros, que demonstram o seu estado de espírito, umas vezes mais contentes com a equipa, outras vezes menos. Mas que sabem ajudar nas dificuldades, empurrar a equipa, que vão ter consciência da grande tarefa que este grupo de trabalho terá pela frente. 
Que vão sempre apoiar, mesmos quando as coisas não nos correrem bem, porque vão a cada momento ter orgulho no esforço e na atitude da equipa.

Como me disse um grande amigo, Pantera Negra, apoiaremos sempre a equipa, nos bons e nos maus resultados, desde que os jogadores honrem o emblema e o manto sagrado que trazem vestido.

  

terça-feira, 8 de setembro de 2015

DDA - ENTREVISTA COM MIGUEL SOARES, SELECIONADOR NACIONAL DE TIRO

Miguel Soares, é o selecionador das equipas Nacionais  de tiro olimpico e paralímpico, de armas de ar comprimido ou de bala. Contactamo-lo para saber a sua opinião sobre a participação de Bruno Valentim na Taça do Mundo IPC, que vai disputar em Sidney.


O senhor é responsável pelo treino do Bruno Valentim. Como analisa o momento de forma do Bruno, com vista à participação na Taça do Mundo na Austrália?

Primeiro de tudo, o Bruno é atleta notável, muito treinável que permite com facilidade uma grande evolução, batendo records sucessivamente. Estamos a aplicar uma metodologia muito mais rápida do que seria normal, dado que o Bruno consegue responder três vezes mais rápido que os outros atletas.

Sempre foi sua característica, ser atleta aplicadíssimo. Continua assim?

Ele, nunca faz nada a meio termo. Ele, está sempre focadíssimo no trabalho que está a fazer. Eu, que também treino a equipa nacional, (atletas sem limitações) e trabalho três vezes mais lento que com o Bruno. Neste momento, o Bruno está ao nível dos melhores do mundo em R4 e R5.

Pode explicar os pormenores técnicos dessas categorias?
O Bruno, pratica Tiro IPC. O tiro R4 é na posição de pé e R5 é tiro na posição de deitado. Ambas, são modalidades Olímpicas.
O Bruno é mais forte na modalidade de R4, mas nos últimos dois meses, está a acontecer, o que eu esperava, com a explosão da técnica aplicada durante dois anos, o Bruno, está equiparado aos melhores do mundo. Ou seja, as marcas que ele conseguiu estão muito perto dos records do mundo.

Ontem senti-o mais que esperançado, muito confiante. É um dos favoritos para a Taça do Mundo em Sidney?

A aposta dele é confirmar já a participação nos jogos do Rio, para os quais já tem os mininos Olímpicos, mas precisa de conseguir, aquilo a que nós chamamos, a Slot Olímpica.

Que se tecnicamente, significa?


A Slot, é a quota que  confirma a participação Olímpica e é atribuída a atletas que atingiram marcas de pódio.  
O Bruno, já conseguiu os mínimos mas nunca teveum pódio. Já foi finalista em Londres mas não conseguiu ficar entre os três primeiros. 
Eu penso, que ele está preparado para conseguir alcançar esta quota, na participação da Taça do Mundo em Sidney. 

Estou convicto disso. Tudo no desporto é imprevisível, mas que tecnicamente está apto, disso tenho a consciência que sim. 
O Bruno, está com marcas e a nível dos melhores do mundo

ATLETISMO - SEMPRE EM CRESCIMENTO


Atletismo do Boavista FC, sempre em crescendo e repleto de juventude




Nota: Fotos da página do faceboock do Atletismo do Boavista a quem agradecemos.

DESPORTO ADAPTADO - BRUNO VALENTIM, PARTICIPA NA TAÇA DO MUNDO DE TIRO NA AUSTRÁLIA

Bruno Valentim, continua a sua aposta no apuramento para os jogos paralímpicos do Rio de Janeiro. Após ter conseguido os mínimos necessita de alcançar “uma quota olimpica (slot)” para alcançar o apuramento. 
É com esta esperança, que amanhã (quarta-feira) parte para Sidney para participar na Taça do Mundo.

Bruno, como está a decorrer essa luta, para atingir  o seu objectivo de participar nos jogos do Brasil na modalidade de tiro?

Estive numa prova na Croácia, consegui bons resultados e fiquei a três lugares de conseguir o apuramento para os Jogos Paralímpicos. Esta semana, bati todos os meus records nacionais e, estou muito confiante que os vou alcançar já na próxima prova.

Sei que está de viagem marcada. Para que prova?

Vou participar na Taça do Mundo em Sidney, na Austrália.

Confiante?

Muito, porque sinto que a minha evolução tem sido constante e muito grande.  Para isso, temos trabalhado  muito, com a ajuda do treinador Miguel Soares.

Quais os apoios com que conta para tal participação num país do “fim do mundo”?

Tenho apoio do Comité Paralímpico. Tenho, também, o apoio da Reitoria da Universidade do Porto e da Junta de Freguesia de Ramalde. Todas estas entidades têm sido espectaculares  ajudaando a pagar essas contas… que ainda não estão liquidadas na totalidade, mas irão ficar.

Quando viaja?

Parto no dia dez e regresso no dia vinte deste mês.

Vai acompanhado pelo selecionador?
Não, infelizmente, não é possível por impossibilidade de conseguir verbas para tal deslocação.

Vai atrás do seu sonho?

A vida sem sonhos, não tem valor e os sonhos são para concretizar.

Nota do editor: Iremos acompanhar a prova do Bruno Valentim, na Austrália, com a colaboração do Selecionador Nacional, Miguel Soares.

domingo, 6 de setembro de 2015

ENTREVISTA COM FABIANA SILVA. UMA MADEIRENSE, RENDIDA AO ESPÍRITO DA PANTERA

Fabiana Silva, será a atleta mais experiente da equipa sénior de Voleibol. A atleta, que representava o Belenenses, é natural da Madeira, tem o Porto no seu coração e o espirito da pantera na sua personalidade. Esperançada numa grande época mas consciente da dificuldades que o futuro da prova vai trazer.

Vamos começar por fazer uma apresentação aos adeptos. Quem é a Fabiana Silva?

Sou Madeirense, nascida na cidade do Funchal e tenho vinte e nove anos. Vim para o continente há dez anos, tendo vivido oito desses anos, na cidade do Porto da qual gosto muito e por isso, foi com imenso prazer que voltei ao Porto.

Desportivamente?

Vim do Belenenses, para regressar ao meu primeiro clube do Continente, o Boavista. Joguei cá, no Ala de Gondomar e no Castêlo da Maia.

Como acontece este regresso ao Boavista?

Principalmente por razões profissionais, decidi voltar à terra que, eu gosto, e ao Boavista, clube com que identifico, para dar continuidade à minha carreira no Voleibol e partilhar os meus conhecimentos com as minhas colegas.

Onde iniciaste a tua vida no Voleibol?
No Sport Madeira, que foi o meu primeiro clube. E que por sinal, foi um clube que fez muita frente ao Boavista, durante largos anos.

Sei que és uma líder dentro do campo, mas que muitas vezes substituis essa simpatia e dás um berro dentro do campo. Confirmas ?

Primeiro eu gosto de berrar… depois, o povo Madeirense, é um povo que se caracteriza pela sua raça, que se identifica um bocado com os Boavisteiros. Guerreiros, que lutam pelos seus ideais e a quem ninguém vence.

Para além de atleta da equipa sénior, vais trabalhar nos escalões de formação. Em que condições e com que equipas?

Vou trabalhar com o minivoleibol, numa situação em que me tenho dedicado há alguns anos. Comecei, no Castêlo da Maia, com o minivoleibol “B” masculino e fui mudando até chegar às camadas mais altas. 
Em Lisboa, no Belenenses, mantive esse trabalho, que quero continuar no Boavista. É neste meio, que me sinto bem e, quem sabe, um dia subir até lá acima.

Como nasceu este amor pelo Voleibol?
Eu sempre fui uma atleta de muitos desportos. E quando digo muitos, digo mesmo muitos. Colectivos, individuais, com raquete, sem raquete, com bola, sem bola… houve uma altura, em que jogava futebol, que o meu pai me obrigou a decidir. 
Por opinião de amigas e influência do Desporto Escolar, acabei por optar pelo Voleibol, até hoje.

O que esperas, para a próxima da equipa do Boavista?
Não vai ser facilitada de todo. Nós vamos ter algumas dificuldades, dizendo melhor, muitas dificuldades até, porque somos, uma equipa muito jovem. 
Felizmente, ou infelizmente, eu sou, até ao momento, a jogadora mais velha e só tenho vinte e nove anos! Temos algumas limitações técnicas, que estão e terão que ser melhoradas…

Desculpa interromper, mas parece que estou a ouvir o professor José Machado…

Mas isto é a verdade e tudo é muito fácil de explicar.

Explica então.

O que falta em Portugal é haver  poucos treinadores de base, que possam dar às atletas todos os conhecimentos, ou parte dos conhecimentos, que elas necessitam para utilizar depois nas seniores. 
O que acontece, é que o trabalho está a ser realizado de forma muito rápida, ou então não da melhor forma. Isso, faz com que elas cheguem ao escalão sénior com muitas falhas técnicas, tácticas e até mesmo, de personalidade. Sinceramente, neste momento, é o que considero que mais falta no Voleibol.

Deixa-me colocar uma pergunta pessoal. O que eu verifico na formação do Voleibol, é que as jovens, salvo poucas excpeções, levam a fase de formação, quase como uma brincadeira do fim das aulas diárias, e assim, muito poucas se preparam para jogar Voleibol “a sério”. Sentes isso?

Concordo, na base. Mas isto advém muito, da nossa sociedade e da caracterização da sociedade de hoje em dia. 
A sociedade, hoje em dia, quer que todos os jovens sejam os melhores alunos, exigindo que quase todos eles, tenham que ter “cinco ou vinte”. Se têm que ter “cinco ou vinte”, não têm tempo para praticar as suas actividades e serem melhores atletas.
O problema, é que a maior parte dos pais e encarregados de educação, não entendem, e existem estudos que provam o que eu vou defender, que se os jovens forem bons atletas e souberem qual é a diferença entre jogar, ganhar, perder, sorrir, chorar, ser campeão, ou simplesmente estar dentro do campo só por estar. Não percebem, que isso, se irá refletir depois na sociedade de futuro. 
O que acontece, hoje em dia, é que as crianças vêm para cá brincar, porque simplesmente… têm direito a tudo! Há uma facilidade incrível de hoje em dia, as crianças receberem tudo o que querem e por isso, não têm que lutar muito! 
Tudo isto, acaba por se refletir no Voleibol e em todas as outras modalidades.

Vais, com a ajuda da tua equipa técnica, impor essas alterações de comportamento?


Existe, um ditado que diz; “de pequenino se torce o pepino”. Eu gosto do espirito Boavisteiro e gosto que as pessoas tragam para aqui as suas filhotas, porque têm um amor especial ao clube e não só porque as crianças têm que fazer alguma actividade física. Isso, em si, já traz alguma garra. 
Agora só temos que incutir algumas coisinhas para que as miúdas  percebam que o "amigo está do outro lado, mas se pode, jogar contra ele". 
Ter prazer, mas ser irreverente. 

Entrevista de


Manuel Pina

FUTSAL - RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO DA 1ª JORNADA

RESULTADOS

SC Braga 5Boavista FC 0
Sporting CP 5EPATV Gualtar 0
Rio Ave FC 0SL Benfica 9
CS S. João 4Belenenses 6
AD Modicus 5CCRD Burinhosa 0
SL Olivais 5 CRC Quinta dos Lombos 0
CR L. Porto Salvo 6 AD Fundão 4

CLASSIFICAÇÃO

FUTSAL - JOGO DE BRAGA EM DIRECTO

SC BRAGA 5 – BOAVISTA FC 0
(3-0)

PAVILHÃO

Universidade do Minho (Gualtar)






ÁRBITROS
Eduardo Coelho 
Wilson Soares (AF Aveiro)






SC BRAGA
Vítor Hugo
André Machado  
Tiago Brito 
André Coelho
Paulinho Rocha   



Suplentes
Xot       
Vasco Ribeiro   
André Gomes  
Nilson  
Tiago Cruz          
Paulinho Roxo 
Miguel Almeida            

Equipa Técnica
Paulo Tavares

BOAVISTA FC
Rui Pedro
Paulinho
Jorginho
Tito
João Maio



Suplentes

Leo (GR)
André Pessoa  
João Vieira
Paulinho
Dani
Sá Pinto              
Fuka
Pedro Andrade               
Rui Baltar
Ruben 

Equipa técnica
Rui Pereira

DISCIPLINA

Braga 
Boavista - João Vieira (11), Pedro Andrade (18), Rui  Pedro (33)


MARCHA DO MARCADOR









1-0 André Machado, (3)

2-0 Tiago Brito aos, (4) 

3-0 Miguel Almeida, (9)
4-0 Paulinho Rocha, (25)
5-0 Miguel Almeida, (40)

FUTSAL DE FORMAÇÃO - FINAIS DO TORNEIO JOVEM

Estão determinados os jogos das finais do torneio Jovem em Futsal formação que se irão realizar no pavilhão Fontes Pereira Melo a partir das 14 horas pela seguinte ordem:

Benjamins
GD Coahemato – Contacto FC
Infantis
Boavista FC – Esc. Gondomar
Iniciados
Esc. Gondomar – Arsenal Parada
Juvenis
Boavista FC – A. Stº Tirso
Juniores
Boavista FC – AD Modicus


FUTSAL - O PLANTEL DA EQUIPA SÉNIOR

Apresentamos o plantel (praticamente todo novo) do Futsal sénior, para é poca 2015/16, que hoje se inicia.

É uma equipa (praticamente) sem experiência de primeira divisão, mas com potencial para rapidamente se adaptarem à nova realidade competitiva.

O Treinador é um técnico dos mais experientes de Portugal.





Boa sorte para todos

FUTSAL - SIGA EM DIRECTO O JOGO QUE ABRE A ÉPOCA COM O BRAGA

O Boavista FC, inicia hoje, pelas 15 horas o Campeonato Nacional de Futsal da 1ª divisão. O primeiro jogo da época terá como palco o pavilhão da universidade do Minho e o adversário será o SC Braga.


Acompanharemos este jogo em pormenor.
para saber informações, sempre actualizadas, siga-nos na nossa página de facebbock

VOLEIBOL - ENTREVISTA COM FABIANA A PUBLICAR HOJE

Hoje, publicaremos uma entrevista com a Atleta Sénior do Voleibol, Fabiana. A atleta, nascida no Funchal, é proveniente dos quadros do Belenenses e regressa esta ápoca  ao seu primeiro amor.

Deixámos uma das frases:

“Os Madeirenses, são parecidos com os  Boavisteiros. Guerreiros, que lutam pelos ideais, nunca desistem e a quem ninguém vence…”

ANDEBOL - BOAVISTA, VENCE JOGO DE APRESENTAÇÃO DO CALE

O Boavista FC  - andebol Seniores - apadrinhou a nova equipa do CALE, ao estar presente em jogo de apresentação dos Leceiros .


O encontro que se realizou, ontem, em Leça da Palmeira, terminou com a vitória da nossa equipa por 34/30

BILHAR - INFORMAÇÃO

O Departamento de Bilhar, informa os associados do Boavista FC, das várias iniciativas que irá realizar, no reinício dos trabalhos para a nova época.
CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA
 MAPA DE COMPETIÇÃO PARA SETEMBRO
 TORNEIO DE POOL PORTUGUÊS


ATLETISMO - BOAVISTA REPRESENTADO NO 3º GP DE ALVELOS

Realizar-se-á hoje, dia 5 de setembro, pelas 14h30, o 3º Grande Prémio Nossa Sra. das Dores.
A prova principal terá um percurso com a distância de 10 km, com partida e meta junto à Igreja de Alvelos.


O Boavista FC irá ser representado pelos
Seguintes atletas:

Baltazar Sousa
Jorge Rocha
Sofia Oliveira
Paulo Abreu
Valquiria Silva
Henrique Cezanne
Pedro Maia
Sara Nunes
Jorge Ferreira Rocha
Elisa Rocha
Adriana Igreja
Samuel Castro
Carla Faria
Tiago Santos
José Rosa
Hugo Ferreira

TORNEIO FUTSAL JOVEM COM EXCELENTE ORGANIZAÇÃO

A Organização do Torneio de Futsal de formação, tem correspondido ao que se esperava… com o apoio logístico indispensável e com muita gente voluntária (seccicionistas e familiares dos atletas) a colaborar.

O bar do Fontes



O publico tem correspondido com a sua presença em todos os jogos.

Hoje, realizam-se as meias-finais de manhã e as respectivas finais da parte de tarde.

FUTSAL FORMAÇÃO - CALENDÁRIO DAS MEIAS-FINAIS

Terminados os jogos de todos os grupos de apuramento para as meias-finais do torneio de futsal jovem. 


Publicamos, o calendário das respectivas meias-finais a realizar hoje de manhã, nos dois pavilhões. utilizados nesta prova.

Benjamins
Contacto FC – Boavista FC (Fontes)
A Stº Tirso – GD Cohaemato (Viso)

Infantis
Boavista FC . GD Cohaemato (Fontes)
Esc. Gondomar – Contacto (Viso)

Iniciados
GD Coahemato – Arsenal de Parada (Fontes)
Boavista FC – Esc. Gondomar (Viso)

Juvenis
Boavista FC – AD Modicus (Fontes)
A Stº Tirso – GD Feirense (Viso)

Juniores
AD Modicus – CA Pedras Rubras (Fontes)

Boavista FC – Esc. Gondomar (Viso)