Texto principal

ESTÃO ABERTAS AS CAPTAÇÕES PARA OS PLANTEIS DE FORMAÇÃO DE FUTSAL. CONHEÇA OS DIAS DE TREINOS E ESCALÕES, CLICANDO NA FOTO DO LADO DIREITO DESTA PÁGINA.

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

FUTSAL (SUB 20) EM DIRECTO DE TABUAÇO

Domingo, estaremos em directo desde Tabuaço, para acompanhar mais um jogo a contar para o Campeonato Nacional de Futsal, Sub 20.


Acompanhe todas as incidências do jogo, entre AJAB Tabuaço e Boavista FC, através da nossa página do faceboock.

Uma vez mais, o Amadoras está presente em directo.
Brevemente, acompanharemos em directo  um jogo de Andebol.

VOLEIBOL (SENIORES) JOGO DE DOMINGO EM DIRECTO NA "BOLA TV"



AGENDA DESPORTIVA PARA O FIM DE SEMANA DE 28/29 DE NOVEMBRO




















quinta-feira, 26 de novembro de 2015

APOIO MÉDICO DAS AMADORAS - ENTREVISTA COM O DR. PINTO DE SOUSA

Iniciamos uma reportagem, sobre o apoio clinico dedicado às modalidades Amadoras, pelo chefe do departamento Clínico, o Doutor Pinto de Sousa.


Há quanto tempo exerce a profissão no Departamento médico do Boavista?

Desde noventa e sete, vai em breve fazer dezoito anos.

Continua a trabalhar com o futebol profissional?

Neste momento somos dois médicos nessa função. O chefe desse departamento profissional, apesar de não fazer jogos, é o Doutor Joaquim Agostinho. Os outros dois médicos sou ee e o doutor José Ramos.

Quantos dias, semanalmente,  está ao dispor das Amadoras?

Só não estou no Bessa, para esse serviço, às quintas-feiras, mas num caso de uma emergência estarei sempre em contacto e pronto a dar a minha colaboração.

Quando há necessidade de intervenção cirúrgica é o Doutor que as realiza?

Não. Em todos os casos, de necessidades de intervenções cirúrgicas é sempre responsabilidade do seguro. Eu, quando tenho suspeitas da necessidade, dessas intervenções, participo ao seguro. Normalmente a companhia aceita a minha opinião, opera e a recuperação é feita por nós.

Realizei uma entrevista mais longa com o fisioterapeuta, Fernando Sobreiro e ele queixou-se um pouco das instalações. Concorda com as críticas?

Nós, viemos para este local, provisoriamente…há dez anos! 
Precisávamos de mais e e melhor espaço. Este, já foi pintado, melhorado, mas precisávamos mesmo de melhores condições. Há uma instalações muito boas, que não são possíveis de utilizar, onde existem – junto à ginástica – por falta de elevador, para as pessoas que estejam incapacitadas de descer as escadarias.

Há alguma modalidade que lhe dê mais trabalho e já teve algum caso mais complicado de resolver?

São todas iguais e quanto aos casos, tudo se consegue resolver.

Para continuar esta colaboração para o futuro?


Em princípio, sim.

FUTSAL (SUB 20) - TÉCNICO AXADREZADO FALA SOBRE O JOGO DE DOMINGO

Contactamos o técnico axadrezado da equipa de futsal (sub 20) João Marques, para falar um pouco, do jogo anterior e fazer uma previsão sobre o jogo do próximo domingo.

Como foi o jogo com o Jorge Antunes?
Completamente o contrário do que tinha previsto e esperava vir a ser. Foi um jogo aberto, esperava um jogo fechado e com poucos golos, onde se bateu o número de golos marcados pelas duas equipas.

Mas esteve “apertado”?
Nesse aspecto, não. Estivemos sempre a comandar o marcador e nunca senti o jogo em perigo, nem mesmo quando o adversário jogou de cinco para quatro. Houve muitos golos, mas fomos um justo vencedor.

A equipa está consolidada e de corpo inteiro na competição. Agora já se diz que o Boavista é imbatível. Assim, vos receberão em Tabuaço. Estais prontos, para essa realidade?

O Boavista não é imbatível. Nem o Boavista, nem ninguém. Sabemos do nosso valor, sabemos que podemos lutar para vencer todos os jogos, mas sabemos que todos os jogos são diferentes. É para isso, que estamos preparados.

FUTSAL (SENIORES) - JOGO COM O GUALTAR SERÁ EM BRAGA

Por acordo, entre os dois clubes, o jogo de futsal a contar para a próxima jornada do campeonato nacional da 1ª divisão, de seniores de futsal, sofreu 
alteração de local.









Assim, o jogo que, pelo calendário, se realizaria em nossa casa, foi alterado na ordem dos jogos.

Deste modo, o Jogo Boavista FC – EPATV Gualtar, realiza-se no  

PAVILHÃO DA ESCOLA EB 2/3 DE GUALTAR, no SÁBADO com início pelas 16.30

FUTSAL (JUNIORES SUB 20) BOAVISTA, VENCE E ALCANÇA SEGUNDO POSTO NA TABELA CLASSIFICATIVA

O Boavista, alcançou o segundo lugar na tabela classificativa, do campeonato Nacional de juniores sub 20, com a vitória sobre o Desportivo Jorge Antunes.

RESULTADOS DA 6ª JORNADA

BOAVISTA FC 10 – DESP. JORGE ANTUNES 7
ADCR CAXINAS 11 – AJAB TABUAÇO 3
CONTACTO FUTSAL 6 – U. PINHEIRENSE 2
CCDR COVÃO LOBÃO 0 – A. AC. COIMBRA 7

CLASSIFICAÇÃO


No próximo domingo, o Boavista desloca-se a Tabuaço para defrontar a equipa local, com o início do jogo marcado para as 17 horas.

VOLEIBOL (SENIORES) - CONHEÇA A CLASSIFICAÇÃO DE UMA GRANDE PRESTAÇÃO COMPETITIVA DAS PANTERAS

Está actualizada, a classificação oficial da Federação de Voleibol, após as dez jornadas realizadas do campeonato Nacional da 1ª divisão de seniores.

Facilmente, se verifica a posição do Boavista, no quarto lugar, com seis pontos de avanço sobre o quinto classificado.

Conclusão lógica, desta situação, é referir o extraordinário campeonato realizado pela equipa, até ao presente.
O Boavista, ocupa o “primeiro lugar” das equipas  "amadoras" da prova e este, será o lugar máximo possível de alcançar, pelas equipas com este estatuto.
CLASSIFICAÇÃO

O Boavista não tem obrigação, nem os restantes clubes, de vencer qualquer jogo com os primeiros três classificados, pelo que apenas a derrota na Amora, pode ser referida como negativa.


Parabéns, a todo o grupo de trabalho, da equipa mais jovem do actual campeonato nacional.

terça-feira, 24 de novembro de 2015

VOLEIBOL - RESULTADOS DO FIM DE SEMANA



FUTEBOL FEMININO - RESULTADOS DO FIM DE SEMANA



VOLEIBOL - A ANÁLISE ATÉ AO PRESENTE

Vamos iniciar a análise a todas as modalidades colectivas, pelo Voleibol, que foi a primeira modalidade a responder ao nosso convite.
Estivemos com o Coordenador da formação a quem colocamos algumas questões.

A primeira questão que lhe colocamos é directa. Está satisfeito com a prestação das equipas até ao presente?


Na qualidade de Coordenador Técnico da Formação do Departamento de Voleibol do Boavista FC, venho expressar desta forma o maior GRANDE agrado, em relação a todo o trabalho desportivo que temos vindo a realizar.
Se por um lado, numa 1ª fase, os resultados desportivos não eram a prioridade, mas sim reorganizar o departamento, tentar modificar alguns hábitos e rotinas nas atletas, implementar novos métodos de trabalho nas equipas e começar a “re-impulsionar” o nome do voleibol do Boavista, os resultados têm começado a aparecer e de uma forma pausada e crescente.

Vamos começar pelas seniores, que em minha opinião estão a realizar um extraordinário campeonato. concorda?

Não tendo eu nada a ver com a equipa de SENIORES, mas sendo um dos meus objetivos enquanto coordenador tentar fazer implementar dinâmicas de trabalho com vista à integração de atletas da formação na equipa de senior feminina no futuro, não posso deixar de enaltecer, o excelente Campeonato Nacional da 1ª divisão, que esta equipa muitíssimo jovem tem realizado, tendo ao seu leme um dos melhores treinadores de voleibol de todos os tempos, Prof. José Machado.
A juntar a isto, temos tido a treinar com esta equipa e já com alguma regularidade, algumas atletas da equipa de juniores, talvez já com vista ao futuro. Por isso teria que fazer este destaque.

Vamos entrar no seu reino. O que diz da equipa Júnior?

A equipa de JUNIORES venceu neste passado fim-de-semana em Penafiel a equipa do ADESP por 3-0, garantindo praticamente o apuramento para o Campeonato Nacional e para a final do Campeonato Regional, estando agora em disputa o 1º lugar na serie que neste momento pertence à equipa do GC Vilacondense. Parabéns aos seus treinadores, Arnaldo Silva e Daniela Terras.


E as Juvenis?

A equipa de JUVENIS, perdeu em casa do Colégio Calvão (uma das candidatas ao título nacional) por 3-0, e apesar de ainda não ter vencido neste campeonato regional, tem realizado um verdadeiro trabalho de formação, uma vez que grande parte da equipa é nova, algumas das atletas estão a praticar voleibol pela 1ª vez e outras são cadetes que têm aproveitado esta possibilidade de integrarem também a equipa de juvenis devido ao elevado número de jogadoras que tem o escalão neste momento. O objetivo desta equipa será preparar o máximo possível de atletas para na época de 2016/2017 integrarem de uma forma positiva a equipa de juniores. Parabéns Rita Melo, pelo magnífico trabalho desenvolvido.



Cadetes… uma da suas equipas?

A equipa de CADETES, teve uma importante vitória em Gondomar frente ao ALA por 3-0 e isolou-se no 4º lugar, o ultimo lugar que dá acesso a uma fase intermédia de repescagem para o campeonato nacional. Numa serie muito equilibrada, onde estão as equipas do Madalena, Porto Volei, SC Braga, Castêlo da Maia, Ginásio de Sto. Tirso, Ala de Gondomar e Colégio dos Carvalhos, a disputa pelos 4 primeiros lugares está ainda em aberto, sendo os próximos muito importante para esse mesmo objetivo. Muito obrigado ao meu adjunto, José Diogo pela enorme ajuda que me tem dado no trabalho que tenho desenvolvido com esta equipa.


E por último a flor de todas as suas equipas. Como estão as Infantis?

Em relação às INFANTIS, venceram este final de semana o AD Amarante por 3-1, e tal como as cadetes isolaram-se no 4º lugar, o último que dá acesso à fase de repescagem. Esta equipa tem tido um crescendo enorme ao longo desta 1º volta, que termina no próximo fim de semana no Colégio do Rosário, sábado às 17h30. Estando a realizar um trabalho muito equivalente ao minivolei, com vista ao desenvolvimento de competências gerais no domínio da técnica, tática individual, físico e mental, as miúdas têm feito uma evolução enorme, muito também devido ao trabalho da Daniela Silva (Dani), que acumula as funções de minha treinadora adjunta e jogadora da equipa de seniores. Mas apesar de ser adjunta, quase que é mais principal, uma vez que tem desenvolvido o trabalho com a equipa quase na íntegra, pois eu tenho que me desdobrar entre esta equipa e a de cadetes, por isso grande parte do mérito é dela. Parabéns Dani.


Por último, quer referir mais algum pormenor?

Quero deixar também aqui um agradecimento à Ana Maia (Bia) pela ajuda que nos tem dado, quer na equipa de Infantis como na de Juvenis, uma ajuda muito importante, não só pela sua disponibilidade mas também pela sua experiência.


Em relação ao MINIVOLEI, estou muito contente e orgulhoso. Os treinadores, Ana Sol, Joana Ferraz, Filipe e Fabiana, que têm na atleta da equipa de juniores  Carlota, uma ajuda extra muito importante também.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

VOLEIBOL - BEATRIZ RIBEIRO, UMA JÚNIOR QUE SE ESTREOU NA EQUIPA SÉNIOR


Em todas as vidas, existem dias inesquecíveis. Na vida desportiva, esses dias são ainda mais marcantes. Ontem, esse facto, aconteceu na vida de Beatriz Ribeiro, jovem atleta júnior de voleibol, que fez a sua estreia na equipa sénior, no jogo com a Universidade Lusófona.
Desejamos registar esta data, tentando perceber os seus sentimentos, mas foi missão difícil porque a a Bia…é extraordinariamente tímida e reservada.

Como sentiste a tua estreia na equipa sénior?
Muitos nervos…estava muito nervosa.
A fase do jogo não era muito benéfica?
Acho que mesmo noutra fase aconteceria o mesmo. Quando entrei senti a confiança do treinador mas não me consegui libertar dos nervos.
Mas já trabalhas semanalmente com as seniores?
Treino às terças e quintas.
Em que clube fizeste a tua formação?
Comecei nas minis do Ala de Gondomar, que foi até esta época o meu único clube.
Como se dá a passagem para o Boavista?
É uma coisa muito complicada, que preferia esquecer e não comentar.
Vais continuar a trabalhar com as seniores?
Penso que sim.
Tens a consciência que te estreaste  num jogo muito difícil. Como o viveste?
Adorei a prestação de todas, porque a equipa estava muito confiante e muito unidas e foi isso que nos levou a ganhar o jogo, sem essa postura, não conseguiriamos vencer. Pelo menos, eu acho isso.
Como te estás a sentir no Boavista?
São incríveis, são incríveis. Gosto de estar aqui.

Nota: Para completar este artigo, escutamos a razão da convocatória pela voz do Professor José Machado.

Que o levou a convocar esta miúda para os treinos com as seniores?
É uma miúda com potencial e grande dedicação. Nós trabalhamos em equipa com a formação e dado o momento que a equipa sénior atravessa, achei útil a sua convocação.
Como a viu no jogo?
Muito nervosa, como era de esperar, mas na próxima estará mais calma e jogará melhor.
A fase também era difícil…
Exacto. Mas não entrou por simpatia mas dentro da maneira como estávamos a pensar o jogo. Fez parte de pormenores que muitas vezes ajudam a vencer. Hoje, foi ela e no futuro poderão ser outras… estamos atentos ao potencial das miúdas da formação

VOLEIBOL - CRÓNICA DE UMA VITÓRIA (ENORME) DO CORAÇÃO DAS ATLETAS

UN. LUSÓFONA 1 – BOAVISTA FC 3
23/25, 25/18, 20/25, 20/25


Foi a garra, foi o querer, foi o acreditar e a entrega que transformou em possível - aquilo que, derivado à situação que a equipa atravessa (lesões) – parecia muito difícil. Uma equipa, unida, solidária e crente da sua valia, conseguiu vencer em Lisboa, um jogo emocionante e em determinadas alturas, complicado.


1º Set – 23/25 (A surpresa)
Com fases diversas no comando do marcador. A equipa da casa começou melhor, mais forte no bloco, certíssima nos serviços (só após 10 serviços positivos falhou um) impondo uma diferença de dois/três pontos de vantagem. 
Melhorou o Boavista, com o passar do tempo. Corrigiu o bloco defensivo e acertou no serviço, após ter perdido quatro. O bombardeiro do Bessa, (Bia) fez a sua aparição e as panteras passaram para frente do marcador, beneficiando de três pontos, que foram gerindo. 

Na parte final e após terem conseguido os 25 pontos, viram a equipa de arbitragem, anular esse ponto e recomeçar o parcial, depois de se ter festejado a vitória. 
A Lusófona, fez mais um ponto ao que o Boavista emitou, vencendo por 25/23.
No total de serviços perdidos no ste, o Boavista falhou 4 e a Lusófona 1.


2º Set – 25/18 (A entrega…e o planeamento)
Voltou a entrar mal o Boavista (habitual) dando vantagem de três pontos ao adversário, que nunca mais cedeu e paulatinamente foi aumentando até estabilizar essa vantagem, em seis pontos. 

O bloco da Lusófona, muito alto, defendia bem e atacava melhor. O Boavista, tentou reagir, mas nunca chegou a ameaçar o resultado deste parcial. Foi a hora do Professor Machado, lançar gente nova, incluindo a estreia na equipa sénior de um júnior, (apresentaremos artigo à parte desta crónica), na tentativa de um “golpe de asa” ou aproveitar para fazer descansar as mais utilizadas, preparando o set seguinte.
A Lusófona, venceu calmamente, mas sempre com entrega total, que as Boavisteiras, a isso, obrigaram, vencendo por sete pontos.
Nos serviços cedidos, de novo a Lusófona, esteve melhor falhando 3 enquanto, o Boavista falhou 5.


3º set – 20/25 (A reviravolta)
Início equilibrado com empate a três e seis pontos. Depois, as lisboetas ganham vantagem de dois pontos e levam o resultado até aos 15/13. 
O Bombardeiro axadrezado, estava em dia sim, o bloco axadrezado ganhou altura e atitude e a “luta” começou sem tréguas! 
A Lusófona pagava fisicamente a entrega do set anterior e o Boavista, dava a reviravolta depois de empate a 15 pontos, comandando sem nunca deixar aproximar o adversário. 
Era o espectáculo de superioridade que poucos pensavam ser possível. No banco, o professor tirou o casaco e aliou-se ao vendaval axadrezado. Dali até à vitória, foi um pulo. Cinco pontos de vantagem para as axadrezadas, que se mostravam confiantes e imparáveis.
Em serviços errados, o Boavista falhou 3, e as Lisboetas 2.


4º Set – 20/25 ( a emoção/contestação e determinação)
Foi tão intenso que até a equipa de arbitragem jogou! Vantagem da equipa da casa até á dezena de pontos… depois o nervo das panteras e o cansaço da Lusófona determinaram nova cambalhota no marcardor, com o Boavista a atingir os 17/13. 
O técnico Lisboeta, mete em jogo duas atletas de grande estatura, para tentar dar uma volta ao jogo e parar a máquina do Bessa, mas elas não correspondem ao desejado e o Boavista (parecia) ter a vitória na mão. 
Parecia... mas desconhecia, que os árbitros também iriam entrar em jogo (curiosamente o segundo árbitro era o mesmo que na semana anterior dirigiu, muito mal, o jogo na Amora. O Boavista fez os 18 pontos. O lance foi validado e anotado no marcador, mas quando a atleta do Boavista já preparava o serviço… os árbitros conferenciaram e decidiram, anular o ponto e dá-lo à Lusófona. 

O resultado foi alterado de 18/14, para 17/15. A Lusófona, aproveitou, fez novo ponto e entrou no jogo. Nova decisão polémica – considerando que o bloco axadrezado tocou na bola - deu o 19/18 e no meio de muitos protestos da assistência axadrezada o jogo chegou ao empate de 20/20. 
O professor Machado, ajoelhou-se no banco (levou amarelo) nós dissemos das boas aos árbitros e a atleta BÚ Gomes, lesionou-se… o jogo parou. 

As dores da Bú, fizeram unir a equipa. A Bú chorando regressou (sofrendo) ao jogo e a Bia… zangou-se! E quando a Bia se zanga, as colegas unem-se e não há nada a fazer!
Tomem lá cinco seguidas… e vamos tomar banho!
Neste emocionante set o Boavista falhou 2 serviços e a Lusófona nenhum.

Total de serviços perdidos:
Lusófona 6
Boavista 12
 
Este foi o quarteto, que mais pressionou os árbitros...eu estive sempre atrás da camara fotográfica...

Nota: Grande ambiente de entrega e desportivismo. Tivemos que dar uns recados ao árbitro que deve estar farto de nós, mas nós garantimos-lhe…também estamos fartos de si! 

VOLEIBOL (SENIORES) - RESULTADOS DAS 10ª E 11ª JORNADA


 RESULTADOS DO FIM DE SEMANA



HORA DE PRIMEIRO BALANÇO, SOBRE AS MODALIDADES COLECTIVAS

Apresentaremos, a partir de amanhã, uma análise global e pessoal, sobre o ponto de situação das modalidades colectivas.

Daremos a conhecer a opinião dos Coordenadores de Voleibol, Andebol, Futebol Feminino e Futsal. Posteriormente, analisaremos e comentaremos (pessoalmente) a posição das nossas equipas.


Esta análise, terá como obectivo, colocar os adeptos “dentro” das realidades competitivas de cada modalidade, para melhor poderem avaliar as representações axadrezadas, nos respectivos campeonatos.

VOLEIBOL - JUNIORES, COM UM PÉ (JÁ) NO NACIONAL


Com a excelente vitória em Penafiel, frente ao ADES Penafiel, a equipa de Juniores do Boavista, deu um passo decisivo para o apuramento para o Campeonato nacional do escalão.




A confirmar-se, será o primeiro escalão a atingir o objectivo, a que se propõe o sector de formação do Voleibol axadrezado.