é o cklCOLECÇÃO DE CROMOS DAS AMADORAS

OS NÚMEROS SORTEADOS PELA LOTARIA NACIONAL DE NATAL FORAM OS SEGUINTES: 1º PRÉMIO 48509 - 2º PRÉMIO 73761 - 3º PRÉMIO 74257. QUEM ADQUIRIU OS BILHETES DO SORTEIO DEVE VERIFICAR OS SEUS NÚMEROS E REIVINDICAR O SEU PRÉMIO.DE REGISTAR QUE PARA O NOSSO SORTEIO SÓ CONTAM OS ÚLTIMOS QUATRO ALGARISMOS. ASSIM, 1º PRÉMIO 8509 - 2º PRÉMIO 3761 E 3º PRÉMIO 4257

sábado, 3 de maio de 2014

VOLEIBOL - PONTO DA SITUAÇÃO À SEGUNDA JORNADA


RESULTADOS
(2ª JORNADA)
BOAVISTA FC 3 – PE LOBATO 1
CLUBE K 1 – CV LISBOA 3


CLASSIFICAÇÃO
1º CV LISBOA 5
2º BOAVISTA FC 4
3º PE LOBATO 3

4º CLUBE K 0

CV LISBOA VENCE O CLUBE K

CLUBE K 1 – CV LISBOA 3
(20/25, 25/20, 9/25 e18/25)

A favorita ao jogo – CV Lisboa – cumpriu a sua obrigação, mas cedeu um set, com inteiro mérito das Açorianas que disputam os jogos com a intensidade que lhes é possível. Estando “ausentes” no terceiro set no qual perderam por grande diferença pontual, recuperaram a sua agressividade disputando o quarto set com total entrega e cedendo por marca (mais) aceitável de sete pontos de diferença

CV LISBOA VENCE PARCIAL E GANHA VANTAGEM DE 2/1 NO JOGO

CV LISBOA 2 - CLUBE K 1
3º set (18 minutos)
CLUBE K 9 – CV LISBOA 25
As lisboetas não podem ceder dois parciais, mesmo vencendo. Daí que tenham entrado com todo o seu poder neste terceiro set e arrumando a questão logo no seu início ao cavar uma diferença substancial. Com a lesão de uma açoriana (joelho) a equipa do Clube K caiu emocionalmente e o parcial passou a ser um “passeio” para o CV Lisboa que venceu por 25/ 

CLUBE K VENCE PARCIAL E EMPATA O JOGO

2º set (21 minutos)
CLUBE K 25 – CV LISBOA 20
Iniciando o parcial a jogar taco a taco a açorianas forma acreditando e com muita alegria impuseram o seu jogo. O resultado sempre muito equilibrado até aos 17/17, para a partir daí o Clube K partir rumo à vitória no parcial e empatar o jogo .

Vencem por 25/20.

CLUBE K A VENCER PARCIAL NA RETA FINAL DO SEGUNDO SET

Contrariando as expectativas o Clube K disputou taco a taco o segundo parcial do jogo co CV Lisboa, chegando a apresentar uma alegria no jogo que lhe permite neste momento estar a vencer por 20/18. 
Vamos ver se continua nesta situação com o CV Lisboa a dar tudo para não se deixar surpreender.

CLUBE K - CV LISBOA NO SEGUNDO JOGO DA TARDE

CV LISBOA 1 - CLUBE K O
( 25/17, )


No segundo jogo da tarde vão defrontar-se o Clube K e CV Lisboa. As Lisboetas apresentam-se como favoritas e não deverão ser surpreendidas para alcançarem o primeiro lugar ao final da segunda jornada.

1º set (20 minutos)
CV LISBOA 25 - CLUBE K 17
Parcial calmo para as lisboetas que comandaram sempre o marcador com uma diferença que lhes permitiu gerir. O Clube K, uma vez mais, chegou aos 17 pontos mas foi incapaz de colocar em dúvida a vitória do CV Lisboa.

FUTSAL- JUNIORES APURAM-SE PARA A FINAL

Os juniores de futsal apuraram-se para a final da Taça AF Porto ao vencer o AM Granja por 6 a 0, em jogo realizado hoje.

BOAVISTA VENCE LOBATO E CONTINUA NA LUTA

BOAVISTA FC 3 – PE LOBATO 1
(20/25, 28/26,25/23, 25/19)

Jogo incrível principalmente no terceiro set de uma recuperação inimaginável e feita somente na parte final das panteras com um coração enorme.

De registar que o Boavista mesmo vencendo por 3/2 ficaria matematicamente fora da luta pelo título… sempre no fio da navalha, mas com coragem e confiança.

Jogo sem palavras para ser descrito…

BOAVISTA VENCE PARCIAL E GANHA JOGO

4º SET (  26 minutos)
BOAVISTA FC 25   – PE LOBATO 19
No fio da navalha o Boavista tem que vencer este set para manter aspirações ao título e como seria de esperar, o parcial começa equilibrado até aos 4/5. Reagem as axadrezadas fortes no bloco e conseguem anular a desvantagem aos 8 pontos, chegando a este resultado bem mais cedo que no anterior parcial.
Atingida a primeira dezena com Boavista a vencer 11/9,
No tudo por tudo, o Lobato iguala a 13 e mais um parcial para discutir até ao final, num excelente jogo de voleibol, com grande ambiente no pavilhão no apoio às panteras.
Fase de autêntico equilíbrio com o Boavista a nunca conseguir mais que um ponto de vantagem.
É lutar e sofrer até ao final.
Segunda dezena atingida em vantagem com 20/17 a parte final das panteras tem sido sempre forte.

E vence por 25/19 e amanhã continua a luta.

BOAVISTA VENCE PARCIAL INCRÍVEL E PASSA PARA 2/1 NO JOGO

3º SET (  32 minutos)
BOAVISTA FC  25 – PE LOBATO 23
Início do parcial com ligeira ascendente das sulistas a atingir os 3/6. De notar que esta equipa está mais fresca fisicamente, dado que teve no dia anterior um jogo menos rigoroso. Mas a vantagem vai-se alargando para 3/8 e o Boavista pede tempo porque tem que inverter esta situação, embora nada aconteça de novo e o PEL consiga atingir a dezena de pontos com o resultado em 4/10.
Muita dificuldade de encurtar distâncias com o PEL a manter a diferença e a frescura física das suas jogadoras a fazer-se notar. As panteras não se rendem mas perdem vários serviços directamente e o resultado chega aos 11/17, numa fase muito problemática. Com as jogadoras do PEL a atacarem muito bem e fortes a defender.
Segunda dezena de pontos atingida com o PEL a vencer por 20/14. Muitos serviços perdidos pelo Boavista a fazerem toda a diferença no parcial.
Como de curtume aperta o marcador mas talvez seja demasiado tarde.. 21/23. Mas Boavista empata a 23 (incrível) e ganha por 25/23


BOAVISTA VENCE SEGUNDO PARCIAL E EMPATA O JOGO

2º SET ( 30 minutos)
BOAVISTA FC 28  – PE LOBATO 26
Contrariando todos os jogos, o Boavista entrou a jogar de igual com o seu adversário e distribuindo os pontos atingindo o empate a 5, com alternâncias no marcador. Muito diferente do anterior em que deu vantagem de 1/6 logo no início nunca conseguindo recuperar.
Grande equilíbrio com o Boavista a comandar mas nunca conseguindo mais que um ponto de vantagem… até ao momento que atinge a primeira dezena com 10/9.
A partir desta marca as panteras começam a distanciar-se num parcial em que vão demonstrando mais serenidade e impondo aos poucos a sua mais-valia, com o marcador a atingir a diferença de quatro pontos aos 14/10. Mas o PEL inicia nova recuperação num parcial completamente equilibrado e com resultado em aberto e consegue o empate a 14 pontos.
Na passagem do décimo quinto ponto o PEL ganha vantagem que o Boavista de imediato anula. Sucessão de empates até aos 19/19.
Tudo a continuar igual, Boavista consegue vantagem de um ponto e cede empate agora a 21/21. Parcial disputado taco a taco. Emoção ao rubro.
Parte final empolgante com o Boavista a atingir o vigésimo quarto ponto aos  24/22, mas o PEL reduz e tudo vai ser decidido na meta…  e novo empate a 24 pontos. E novo a 25… e  a 26/26… até que ganhou por 28/26.




VOLEIBOL - BOAVISTA PERDE PRIMEIRO SET 20/25

1º SET ( 28 minutos)
BOAVISTA FC 20 – PE LOBATO 25
Péssima entrada do Boavista a permitir a desvantagem de 1/6 e depois a encetar a tentativa de recuperação com o desgaste que daí advém.
Primeira dezena de pontos alcançada com 10/4 para as forasteiras.
Boavista a reagir mas o Lobato a manter a diferença com o Boavista a pedir o segundo tempo, para o seu técnico alterar a situação. Mas começar tão mal, pode custar caro no desfecho final. Parcial a inclinar-se para as sulistas, aos 12/17.
O PE Lobato a entrar na fase decisiva com seis pontos de avanço e a missão das axadrezadas a ficar muito difícil aos 15/22.
Fortes no ataque as sulistas vão conseguir manter a distância no marcador e vencer o primeiro set, que comandaram desde o início. O Boavista não se rende aos 17/23.
O Boavista reduz até aos vinte pontos mas perde por 25/20


VOLEIBOL - SEGUNDA JORNADA

ÁRBITROS 


Ricardo Ferreira e José Cruz (AV Porto)
Mesa;
Maria Tavares

BOAVISTA FC

Mariana
Beatriz
Cláudia
Rita
Mariana Teixeira
Teresa
Ana
Mafalda
Valdrez
Helena
Liz

PE LOBATO

1 Rodrigues P.
2 André S.
3 Silva J.
4 Silva M.
5 Esteves D.
7 Santos C.
9 Caldas J.
13 Junqueira M.
14 Gomes S.
15 Machado J.
17 Ferreira A.
18 Henriques A

FUTSAL - AGENDA DESPORTIVA


ANDEBOL - AGENDA DESPORTIVA PARA O FIM DE SEMANA



VOLEIBOL - O PÚBLICO DE ONTEM



Para terminar a análise dos jogos de ontem falta falar do público, a quem atribuímos vinte valores. Simplesmente espectacular!
No apoio incessante, tirando a equipa do fundo quando ela adormecia, incentivando e empurrando para a vitória.
Na hora difícil de ter de aceitar a derrota (mesmo sem estar convencidos da mesma) portaram-se com grande dignidade. Nunca nenhuma jovem adversária teve problemas, circulando livremente pelos corredores após o jogo. Nunca o árbitro teve qualquer problema.
Foram dignos ao aceitar o destino, mesmo sem a certeza do que na realidade aconteceu.

Muito bem!
Assim, sim! Isto é desporto!
Todos os adversários saíram com a ideia que estes espectadores são do melhor que viram. Apoio incessante mas respeito pelo jogo!
Caros amigos, o Boavista saiu dignificado, porque todos foram dignos!

Parabéns!

VOLEIBOL - O CASO DO JOGO (OU) DO CAMPEONATO

Foi o caso do jogo. Que poderá ter valido a vitória no campeonato e o título de campeão.
Aconteceu na fase final da negra e conta-se facilmente.
Após uma extraordinária recuperação do Boavista e com o resultado em 14/13, num ataque Lisboeta a atleta remata… para fora.
De imediato as panteras festejam com entrada em campo para os abraços da vitória. As Lisboetas ficaram no seu meio campo a olhar e nada fazer ou dizer. Para surpresa das duas equipas, o árbitro principal, apita e dá ponto para o CV Lisboa, anulando a vitória axadrezada e dando para 14/14…
Não entendemos esta decisão porque uma coisa é não conseguir ver o que acontece e isso, é normal num ser humano, outra é ver o que não aconteceu.

Uma hora depois, a atleta axadrezada continuava a dizer que não tinha tocado na bola. Contrariando a minha visão, a mesma jogadora, deu razão ao árbitro no lance do 15/14 para o CVL.
Todos entram em campo para fazer o melhor, incluindo a de arbitragem, por isso, lhe continuamos a dar o benefício da dúvida ao árbitro.
Mas foi um lance que marcou um jogo, uma época, um título.

Mais que o caso do jogo, foi o caso do campeonato!

VOLEIBOL - RESCALDO DA PRIMEIRA JORNADA (2)

No segundo jogo, a emoção foi levada ao extremo e o resultado “caiu” para a equipa Lisboeta, como poderia ter “caído” para o lado axadrezado.
 Foi um jogo com muita história e, devemos salientar que o Boavista fez uma actuação de picos. Umas vezes altos, outras vezes baixos. As panteras tinham sobre si, o peso da pressão, contrabalançado pelo apoio total do seu público.
Em todos os parciais a equipa começou mal, gastando energias físicas e psicológicas para conseguir a recuperação.

No primeiro set, depois de o ter dado como ganho ao atingir os vinte pontos a equipa parou – literalmente – enquanto o adversário recuperou o atraso e venceu sem o Boavista fazer mais nenhum ponto.
No segundo e terceiro set, as axadrezadas recuperaram do atraso inicial e venceram sem problemas.
No quarto parcial e com novo início (muito) mau o Boavista deu mostra de nunca conseguir virar o jogo, dando quase o jogo por perdido. De repente, indo buscar forças ao fundo do seu “baú” o Boavista recuperou e virou o jogo já na casa da segunda dezena. A vencer por 23/22 perdeu o serviço e perdeu a “mão” e em ao invés dos 3/1… aconteceu o empate a 2/2.


Na negra, quase uma repetição, do parcial anterior. Começou mal, mudou de campo a perder por 4/8 e deixou-se ir aos 5/9. Quando tudo se rendeu, a equipa assumiu o jogo e virou para 13/12. Era indiscritível o apoio e ambiente no pavilhão, mas uma jogada muito discutível (falaremos noutro artigo) anulou o 15/13 e fez 14/14… feridas as panteras cederam um jogo que esteve ganho com festa e tudo no tereno de jogo.

VOLEIBOL - RESCALDO DA PRIMEIRA JORNADA 1

Em jeito de rescaldo sobre a primeira jornada da final-four de Voleibol, vamos esclarecer mais em pormenor alguns pontos sobre os dois jogos de ontem.
No jogo entre Açorianas e Amorenses, pouco mais haverá a dizer. Uma vez mais o Clube K deixou a ideia de estar muito perto de … mas ficar sempre sem conseguir!

Talvez a falta de competição que experimentam durante o ano se acabe por reflectir nestas fases finais.
O PE Lobato acabou por vencer com alguma facilidade o jogo, mesmo com as Açorianas a darem tudo o que podiam e por vezes darem a ideia que podiam lutar pela vitória. Mas tal nunca aconteceu.


O Clube K é a equipa menos rodada e logo a equipa que não lutará pelo título, enquanto o PE Lobato, terá a “sua” final no jogo desta tarde frente ao Boavista.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

RESULTADOS DO PRIMEIRO DIA
CLUBE K 0 – PE LOBATO 3
BOAVISTA FC 2 – CV LISBOA 3

CLASSIFICAÇÃO
1º PE LOBATO 3
2º CV LISBOA 2
3º BOAVISTA FC 1

4º CLUBE K 0

sexta-feira, 2 de maio de 2014

CVL VENCE A NEGRA COM "AJUDA" DO ÁRBITRO QUE INVALIDA VITÓRIA AO BOAVISTA

5º SET (  20minutos)
BOAVISTA FC    14 – CV LISBOA 16
Vai iniciar-se a negra e todos esperam que desta feita o Boavista entre a vencer… mas tal não acontece e o CVL adianta-se por 5/2… a negra termina aos 15.
Muito confiantes e recepcionando muito bem as lisboetas vão ganhando vantagem com o Boavista a demorar a encontrar-se, sente-se os nervos da pressão sobre as panteras e mudam o campo aos 4/8 para o CV Lisboa.
Nervos das panteras e confiança das Lisboetas é a pressão sobre os espectadores que apoiam o Boavista, mas a vitória  “está” mais perto do CVL que ganha por  11/7 e entra BIA o bombardeiro para tentar o “impossível”. CVL pede tempo tenta desmotivar aos 8/11.
A Bombardeira promete virar o impossível e chega aos 11/12. E empata a 12  e passa para a frente por 13/12. Novo empate a 13. Sempre que se joga o público grita… só visto.
14/13 para as panteras. Pode ser o ponto do jogo.
O árbitro anula o ponto ao Boavista que dava a vitória e faz 14/14… mau… muito mau!
Nova decisão e ponto para o CVL agora vi eu… que errou.
E o CVL vence por 16/14


CVL VENCE E OBRIGA A DECISÃO NA NEGRA

4º SET (  28 minutos)
BOAVISTA FC   23 – CV LISBOA 25
Como não há duas sem três, o Boavista começa o parcial a perder por 0/3, e vai para a recuperação, mas o CV Lisboa mantem a vantagem tentando chegar à dezena na frente. Boavista precisa vencer e se possível já neste parcial evitando a negra. Uma derrota pode custar o título é a pressão ao máximo.
E conseguem! As lisboetas entram na dezena com 10/7. As panteras têm que apressar a recuperação do atraso inicial, mas o CVL aposta tudo. O Boavista pede tempo a perder por 8/13, que começa a ser ameaçador.
Ponto cá, ponto lá, mas as Lisboetas a aproximarem-se do marcador desejado e o Boavista a ter dificuldades de recuperar, pedindo novo tempo aos 13/19, próximos pontos decisivos…
Boavista ganham três pontos seguidos e CVL pede tempo aos 16/19. Tempo para matar ritmo axadrezado. Que resulta com a conquista do vigésimo ponto.
Jogo a prometer a negra…

Com o jogo “perdido” o técnico lança o bombardeiro BIA e o Boavista empolga-se até aos 22/23 e empata a 23… é a loucura é o sofrimento é a decisão!

QUARTO PARCIAL, COM O CVL A APOSTAR TUDO NO EMPATE

Como não há duas sem três, o Boavista começa o parcial a perder por 0/3, e vai para a recuperação, mas o CV Lisboa mantem a vantagem tentando chegar à dezena na frente. Boavista precisa vencer e se possível já neste parcial evitando a negra. Uma derrota pode custar o título é a pressão ao máximo.

E conseguem! As lisboetas entram na dezena com 10/7. As panteras têm que apressar a recuperação do atraso inicial, mas o CVL aposta tudo. O Boavista pede tempo a perder por 8/13, que começa a ser ameaçador.

BOAVISTA VENCE TERCEIRO PARCIAL E GANHA VANTAGEM NO JOGO

BOAVISTA FC 2 - CV LISBOA 1
3º SET ( 23 minutos)
BOAVISTA FC   25 – CV LISBOA 20
Repetição do set anterior, com um início muito mau a ceder os 3 primeiros pontos e correndo atrás do prejuízo, conseguindo anular a desvantagem e virar para 6/4. Os nervos vão passando e os pontos aparecendo.
Boavista chega à dezena a comandar o jogo com 10/4 graças a um grande jogo do bloco defensivo.
Fase do jogo equilibrado nos pontos, mas com a ideia que o Boavista tem o parcial controlado, mas algumas decisões do árbitro principal, vão deixando dúvidas e “ajudando” as Lisboetas a manter a luta.
Algo “admiradas” com a arbitragem as panteras, vão aceitando este equilíbrio um pouco duvidoso e somando pontos a caminho da vintena. Neste momento ganham por 16/10.
O Boavista vai demonstrando maior valia e atinge a segunda dezena (importante psicologicamente) com o resultado 20/13.
Já dá espectáculo a equipa axadrezada, com jogadas muito completas, mas as Lisboetas não se rendem… Boavista “parou” aos 23 pontos e permite a aproximação ainda que não perigosamente aos 23/18.

Fase decisiva do parcial e do jogo.
Com duas grande jogadas de ataque o Bovsiat vence o set por 25/20

TERCEIRO PARCIAL A CONTINUAR, COM BOAVISTA NA FRENTE

Fase do jogo equilibrado nos pontos, mas com a ideia que o Boavista tem o parcial controlado, mas algumas decisões do árbitro principal, vão deixando dúvidas e “ajudando” as Lisboetas a manter a luta.
Algo “admiradas” com a arbitragem as panteras, vão aceitando este equilíbrio um pouco duvidoso e somando pontos a caminho da vintena. Neste momento ganham por 16/10.


BOAVISTA EM VANTAGEM NO TERCEIRO PARCIAL

Repetição do set anterior, com um início muito mau a ceder os 3 primeiros pontos e correndo atrás do prejuízo, conseguindo anular a desvantagem e virar para 6/4. Os nervos vão passando e os pontos aparecendo.
Boavista chega à dezena a comandar o jogo com 10/4 graças a um grande jogo do bloco defensivo.


BOAVISTA VENCE SEGUNDO PARCIAL E EMPATA O JOGO

BOAVISTA FC 1 - CV LISBOA 1
2º SET ( 29 minutos)
BOAVISTA FC  25 – CV LISBOA 19
Mau começo do Boavista, ainda a ferido pelo anterior set, permitindo 0/4, mas depois com a ajuda do seu público a reagir  e diminuir, para 6/8, nesta fase do parcial há três decisões (muitos duvidosas, todas contra o Boavista) do árbitro principal. As axadrezadas parecem reagir aos 8/9  e consegue empatar na dezena e virar aos 11/10, mas novo empate acontece aos 12 pontos. É a fase determinante do parcial, quem vai ser superior psicologicamente?
Mais calmas  e mais fortes na rede em situação de ataque as Panteras conseguem quatro pontos de vantagem aos 18/14.
É a vez do bloco defensivo se impor defendendo e conquistando dois pontos consecutivos, as Lisboetas tentam inverter esta fase pedindo tempo, com 20/14 para o Boavista.
Passando a gerir o jogo, mas com a reacção (que não vai chegar) o Boavista caminha para a vitória no parcial e o empate no jogo.

Boa vista vence por 25/19

RECTA FINAL COM BOAVISTA NA FRENTE

BOAVISTA 21 - CV LISBOA 15

SEGUNDO PARCIAL A DECORRER

Mau começo do Boavista, ainda a ferido pelo anterior set, permitindo 0/4, mas depois com a ajuda do seu público a reagir  e diminuir, para 6/8, nesta fase do parcial há três decisões (muitos duvidosas, todas contra o Boavista) do árbitro principal. As axadrezadas parecem reagir aos  aos 8/9

VOLEIBOL - PERDE PRIMEIRO SET

1º SET ( 27 minutos)
BOAVISTA FC 20 – CV LISBOA 25
Nervos à flor da pele entre duas equipas que se conhecem com as Lisboetas a fazer os primeiros dois pontos e o Boavista a responder igualando a dois. CV Lisboa a recuperar e jogo equilibrado (como se esperava) nos primeiros minutos.
Boavista atinge a décima de pontos em vantagem por 10/6.
A diferença mantem-se por alguns pontos, mas paulatinamente o Boavista vai controlando o resultados chegando aos cinco de vantagem aos 17/12, mas o CV Lisboa reage e diminui para 3 pontos, aos 17/14. O Boavista pede tempo…
O CVL, consegue a igualdade aos 17/17  e mantem esse resultado aos 20/20, para virar para 22/20 a seu favor. O Boavista volta a pedir tempo, numa fase decisiva.
Parte final muito forte do CVL com o Boavista a acumular erros que lhe dá a derrota no set por 20/25

BOAVISTA FC 17 - CV LISBOA 14

A diferença mantem-se por alguns pontos, mas paulatinamente o Boavista vai controlando o resultados chegando aos cinco de vantagem aos 17/12.

VOLEIBOL - INFORMAÇÃO DO SET

1º SET 
BOAVISTA FC 10 – CV LISBOA 6
Nervos à flor da pele entre duas equipas que se conhecem com as Lisboetas a fazer os primeiros dois pontos e o Boavista a responder igualando a dois. CV Lisboa a recuperar e jogo equilibrado (como se esperava) nos primeiros minutos.

Boavista atinge a décima de pontos em vantagem por 10/6

VOLEIBOL - VAI INICIAR-SE O JOGO

VAI INICIAR-SE O JOGO
BOAVISTA FC - CV LISBOA

VOLEIBOL - SEGUNDO JOGO (EQUIPAS)


BOAVISTA FC 0 - CV LISBOA 0
PAVILHÃO

  
Fontes Pereira de Melo





ÁRBITROS


Hugo Teixeira e Rui Oliveira
Mesa;
Maria Tavares





BOAVISTA FC

Mariana
Beatriz
Cláudia
Rita
Mariana Teixeira
Teresa
Ana
Mafalda
Valdrez
Helena
Liz

CV LISBOA

Catarina
Mariana
Sara
Joana
Carla
Sílvia
Ariene
Ângela
Pombo
Rita
Junqueira
Joana

J. Guedes 

VOLEIBOL - PE LOBATO VENCE 3º SET E O JOGO POR 3/0

CLUBE K 0 - PE LOBATO 3
(20/25, 23/25, 16/25)
3º SET  (18 minutos)
CLUBE K 12 – PE LOBATO 25
O estado anímico a fazer-se sentir de início, com as Lisboetas a ganharam vantagem de 10/5, prometendo lutar com o objectivo de vencer o jogo pelo pleno. O Clube K , pelo contrário sem apresentar soluções para evitar esse desiderato. As Açorianas pedem segundo tempo, com o resultado em 12/7, com o técnico a tentar alterar o jogo.
Com alguma facilidade o PE Lobato vai aumentado a vantagem para dez pontos 18/8 e o set parece sentenciado…
Confirmada a superioridade das Lisboetas vencendo o terceiro set  e o jogo por 3/0.

O PE Lobato afirma-se como candidato.