Texto principal

O DEPARTAMENTO DE GINÁSTICA E ARTES MARCIAIS DO BOAVISTA FUTEBOL CLUBE, VAI ORGANIZAR O SARAU DE ENCERRAMENTO DA ÉPOCA NO DIA 12 DE JULHO NO PAVILHÃO MUNICIPAL DA SENHORA DA HORA.


domingo, 27 de novembro de 2011

FUTSAL - EDIVALDO O HERÓI DO JOGO


Edivaldo Costa, regressou ao Bessa e fê-lo de uma forma… que deixou todos com água na boca. Deixamo-lo tomar banho e depois ouvimos, um homem calmo e feliz consigo próprio, mas também com os seus companheiros a quem enviou algumas “mensagens”.
Edi, não podias ter melhor regresso. Feliz?
É sempre bom regressar com golos, ainda mais ajudando a equipa a conquistar três pontos. O Boavista estava num momento delicado e para mim é uma alegria voltar a esta casa que sempre me recebeu tão bem, sempre tratou bem e voltar podendo ajudar é uma grande alegria.
Curiosamente num jogo que ambas equipas quiseram ganhar, correu-se o risco de tudo acabar empatado. O que sentiste ao trazer o triunfo para o lado do xadrez?
Nós sempre assumimos o risco de querer ganhar o jogo, sabíamos o valor da equipa do Braga que é uma equipa muito boa, apesar da classificação do momento.
Nós sabíamos que para ganhar tínhamos que lutar e correr riscos e para sair desta posição, temos que em casa, sempre conseguir os três pontos de cada jogo.
Anteriormente, o público andava desligado da equipa e os atletas pareciam sem vontade e fé. Hoje tudo se alterou. Muitos dos teus colegas me disseram que isso se deve à tua entrada. Dizem os mais jovens que contigo e o Ivan se sentem mais fortes. O que dizes sobre isso?
Que bom que eles pensem assim. Eu acho que somos dois jogadores experientes e estamos aqui para ajudar, mas sem eles, nós não somos ninguém! Nós precisamos da juventude deles e as vitórias vão fazer que o grupo comece a acreditar mais. Todos têm potencial, só basta cada um acreditar em si próprio e respeitar o trabalho do outro. Isso é que é necessário impor na cabeça de todos nós. Eu o Ivan e eles somos um só grupo!
Ingressares neste momento no Boavista é uma aposta brutal. Acreditas que ainda há tempo de inverter esta situação?
É assim, Pina. Os caras que me conhecem, sabem que eu gosto de jogar e de ajudar a resolver desafios. Nunca fujo às guerras. Estou nos momentos bons e nos momentos difíceis. Para mim vai ser maravilhoso, junto com o grupo, tirar o Boavista desta situação. O Boavista é clube, que quem já passou por aqui, é um clube que se gosta, com excelente ambiente e não é justo ver o Boavista na posição que está. Volto a dizer, eu preciso do grupo. O grupo tem que estar todo unido porque só assim podemos ganhar. Cada garoto mais jovem que está ali (apontou para o balneário) tem que contribuir para que possamos sair desta situação. Não serei eu e o Ivan, seremos todos juntos.