Texto principal

TERMINADA MAIS UMA ÉPOCA DESPORTIVA, DESEJAMOS A TODOS ATLETAS E SEUS FAMILIARES UMAS BOAS E MERECIDAS FÉRIAS, DA NOSSA PARTE CONTINUAREMOS O TRABALHO PREPARANDO A NOVA ÉPOCA DE 2019/2020. BOAS FÉRIAS


quinta-feira, 21 de julho de 2011

FUTSAL - O NOVO TREINADOR DOS INICIADOS

Manuel Moreira
 Manuel Moreira, é um jovem treinador de 21 anos,  que chega de um clube rival na formação e que confessa ter chegado ao seu clube de coração, pereceu-nos um jovem decidido e com muitas ideias próprias.
Há quanto tempo está no futsal?
Desde os dez anos e até aos dezassete como jogador a partir daí como treinador há quatro anos.
Falemos do jogador, onde jogou?
Joguei no Regatas Flamengo (uma equipa de Canidelo) depois dois anos no Coimbrões e nos últimos três anos no Juventude de Gaia, onde comecei como treinador.
Treinou sempre no Juventude?
Sim durante três anos com a equipa de iniciados, na segunda divisão, série um, até que me surgiu este convite para ingressar no Boavista.
Como surgiu esse convite?
Surge através do Coordenador de treinadores do Boavista, o João Marques, que conhecia o meu trabalho, tirou o curso de treinador comigo e frequentamos ambos a faculdade. Por isso é um conhecimento já com largo tempo. Com a vaga que surgiu para a equipa de iniciados ele apresentou-me o convite e eu fiquei feliz por poder ingressar no meu clube.
É boavisteiro?
Desde sempre!
É então estudante?
Sim, na faculdade de desporto do Porto.
Estas captações é que vão formar a equipa, ou já um projecto?
A equipa está praticamente definida, temos doze atletas certos e teremos lugar para mais dois jogadores que terão de ser do primeiro ano, porque eu quero estabilizar a equipa numa perspectiva de dois anos.
Explicando as jogadas
Quantos treinos vai fazer mais?
Como a equipa é nova, excepto o director (Ernesto) vamos treinar até finais de Julho para nos conhecermos melhor, mantendo três treinos semanais e depois em Agosto iniciaremos a pré-época.
O Boavista teve uma equipa maravilha que venceu tudo desde a sua formação, que agora atinge o escalão júnior. Deu muitas vezes que sendo essa equipa a menina dos olhos de todos, as outras equipas forma um pouco esquecidas. Está preparado para alterar esse estado de mentalidades?
Quando estive fora do Boavista sentia que as equipas de Juvenis e Juniores lutavam pelos título e eram as equipas em que mais se apostavam.
No meu projecto o que eu pretendo não é só preparar estes jogadores para este campeonato que vamos disputar mas preparara-los para a passagem para a equipa de Juvenis. Nos juvenis a forma de trabalhar a intensidade de trabalho e as exigências serão maiores e por isso a minha missão é
também prepara os jovens para isso.
Defendo que o estilo de jogo a forma de estar seja comum em todos os escalões e será para isso que vou trabalhar. É importante que todos os escalões para vencer os jogos todas as semanas mas será um trabalho que todos os treinadores terão que fazer em conjunto, com a coordenação do coordenador técnico.
Esta pergunta não resisto a colocar sempre aos treinadores. Há quem defenda que o treinador deve acompanhar os jogadores na mudança de escalão outros defendem o contrário. E Você o que defende?
Eu prefiro… prefiro não defendo porque nunca estive no outro lado. Mas prefiro que haja uma mudança para que os jogadores se habituem a novos treinadores, novos métodos, novas situações que irão ser favoráveis na sua evolução e preparação futura.  Acho positivo que na sua formação eles contactem com pessoas diferentes.
Há uma sadia rivalidade entre o Boavista e a Juventude de Gaia, fazendo dos jogos entre si uma luta enorme. Como vê isso agora que está no campo contrário?
Nos últimos anos m escolas e infantis o Boavista tem tido resultados negativos com o Juventude e só se safa no escalão de Juvenis. O Juventude irá subir para a primeira divisão e logo será nosso adversário, na certeza que na posição de treinador do Boavista e boavisteiro tudo farei para vencer todos os jogos com o Juventude.
Mas é também uma boa escola…
Sem dúvida têm uma boa escola, tem pessoal classificado da faculdade e muita dedicação, é sem dúvida uma excelente escola de formação, à  qual tive a honra de pertencer.
Sempre presentes.... dois Boavisteiros de todas as horas
Deveriam ser assim todos, esquecer a competição  e lutar pela formação?
Eu penso que podemos formar lutando pelos campeonatos, também se formam jovens lutando pelas vitórias. O objectivo é formar pessoas ganhadoras, ser campeão não significa que não se forme bem. O que temos que ter sempre em mente é que é preciso formar bem e habitua-los a ser campeões, para atingir o escalão sénior.
Como é ter que “aturar” estes “terroristas” todos?
É dificil! muito difícil porque é como eu digo eles nesta fase estão na fase da estupidez!  Mas tenho notado que há alguns que têm grande maturidade e na globalidade não tem havido qualquer desvio no aspecto de disciplina e penso e exijo que assim vá ser sempre.
 Tenho notado que todos eles gostam de estar no Boavista de lutar e jogar pelo Boavista e isso é favorável, mas é uma idade muito difícil.
Está habituado?
Há quatro anos que lido com jovens desta idade e por isso entrei muito forte o que alguns não tenham gostado desse método, mas ajuda a marcar posições e regras que não sendo muitas serão sempre algumas. Com o tempo vamos aliviando e apreendendo.

Entrevista de Manuel Pina