Texto principal

TERMINADA MAIS UMA ÉPOCA DESPORTIVA, DESEJAMOS A TODOS ATLETAS E SEUS FAMILIARES UMAS BOAS E MERECIDAS FÉRIAS, DA NOSSA PARTE CONTINUAREMOS O TRABALHO PREPARANDO A NOVA ÉPOCA DE 2019/2020. BOAS FÉRIAS


segunda-feira, 6 de junho de 2011

DUARTE MELO - O PRESIDENTE DO POSTO SALVO

Um homem de ideias e sem medo de as anunciar que quer ver os jovens a atravessar o oceano dos complexos

Duarte Melo é o Presidente do Posto Santo, clube Açoriano da ilha Terceira, no arquipélago que é um dos Paraíso na Terra, que temos o prazer de conhecer bem. 
Aproveitando a deslocação ao Porto, ouvimos o Presidente para conhecermos um pouco do Posto Santo.
Fale-nos um pouco de Posto Salvo.
É uma freguesia pequena a cerca de três quilómetros de Angra e deve o seu nome ao facto de em tempos passados ter acontecido grande epidemia na Ilha e o nosso local ter sido o único que não sofreu com essa doença. É uma freguesia pequena e o pessoal é um pouco ou meio reservado, somos uma família.
Desportivamente, como nasceu o clube?
Decidimos fazer nascer um clube que nos representasse e começamos com jovens, depois fizemos uma equipa de seniores e fomos crescendo.
É só futsal?
Sim nesta fase ainda só temos futsal.
Esta equipa é a base desse clube?
Sim estes jovens vêm do início do clube, já foram campeões regionais em Iniciados e esta época são campeões regionais em Juvenis.
A competição regional é só na Terceira?
Não! Os campeonatos regionais são disputados nas Ilhas de S. Miguel, Terceira e Faial. No caso dos Juvenis é só na nossa ilha e S. Miguel.
Em que pavilhão jogam?
Jogamos em vários pavilhões porque neste momento ainda não temos pavilhão próprio.
Em que pavilhão vão jogar com o Boavista?
Jogaremos no pavilhão Municipal de Angra.
Neste momento existe alguma outra actividade no Posto Santo?
Estamos a realizar um evento de motocrosse, mas não sendo uma coisa de brincadeira é uma coisa um pouco à parte, porque a nossa realidade é o Futsal.
Estamos a meia hora do início do jogo das meias-finais. Como analisa esta equipa?
Alguns destes jovens já estão juntos há quatro anos. Durante o campeonato regional perderam algumas vezes, mas acabaram por ser campeões o que quer dizer que ganharam mais do que perderam.
Como vivem os associados a esses êxitos?
Para os jovens é uma agradável sensação e excelente experiência, para os mais velhos, numa terra em que ainda existe a mentalidade que “ nós somos muito pequeninos e criam muito o complexo de inferioridade” mas eu defendo que nós somos humanos, temos dois braços e duas pernas como os outros, por isso podemos fazer igual a todos. Se houver qualidade deve haver resultados
Estão em tempos de libertação do complexo de ilhéus?
A nossa terra é uma terra de muita festa! Há mesmo muitas festas que entretêm as pessoas e ás vezes lamento que não se aproveitem as potencialidade que temos e muitas vezes ficamos aquém do que podemos fazer… porque se pensa " nós não temos valor para chegar lá!" Não é preciso ir muito longe para contrariar esse plexo de inferioridade e lembrar que,  o melhor marcador da Selecção Nacional de futebol é o Pauleta que é das Ilhas e o melhor do Mundo ser também de um ilha, o Cristiano Ronaldo. Então para quê termos tantos complexos?
Que apoios tem o clube?
Temos apoio de todos organismos estatais, a Junta, a Câmara Municipal e do Governo Regional.
O Presidente não se queixa?
Não! É claro que as pessoas estão sempre a pedir mais e esperam que tudo caia do céu. É  bom que a gente trabalhe para conseguir mais e melhor, é preciso que se trabalhe e não estar sempre à espera que seja as Instituições a resolver tudo.
Que espera do jogo?
Olhe espero que seja um bom jogo e que a gente ganhe (rui-se profundamente)  é claro que vou puxar pela minha equipa mas o importante é que o futsal ganhe.
Foi um prazer Senhor Presidente!
Obrigado e aproveito para agradecer a hospitalidade com que fomos recebidos.
Vamos lá para o jogo (entre adversários e nunca inimigos)