Texto principal

TERMINADA MAIS UMA ÉPOCA DESPORTIVA, DESEJAMOS A TODOS ATLETAS E SEUS FAMILIARES UMAS BOAS E MERECIDAS FÉRIAS, DA NOSSA PARTE CONTINUAREMOS O TRABALHO PREPARANDO A NOVA ÉPOCA DE 2019/2020. BOAS FÉRIAS


quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

PAINTBALL - ENTREVISTA COM NUNO PIMENTA (DIRECTOR DO DEPARTAMENTO)


Como se formou a vossa equipa e há quantos anos existe?
A equipa denominada Energy2 já existe há vários anos. Na época transacta realizou-se uma reestruturação da mesma, sendo que vários jogadores foram recrutados no sentido de se formar a actual equipa.
Como é normal em qualquer desporto, no início da época desportiva existem as entradas e saídas de jogadores, pelos diversos motivos. Neste contexto e através de um processo de recrutamento, levado a cabo pelo manager da equipa, resultou a actual formação.

De onde surgiu a ideia de praticar este desporto?
A prática deste desporto iniciou-se em 2001 com um convívio entre amigos, em que nos juntamos para experimentar a modalidade numa vertente de recreativo, ou seja, em cenários naturais. Mais tarde, surgiu a oportunidade de experimentar a vertente airball, ou seja, campos de paintball com medidas padronizadas e layouts pré-definidos. A partir dessa data, começamos a jogar apenas esta vertente com a inscrição em provas oficiais: Liga Portuguesa de Paintball, Torneio Regional Norte, Torneio Regional de Lisboa, entre outros eventos.

O paintball é um desporto para todos … ou apenas para quem pode?
O paintball é um desporto para todos, sem excepção. Contudo, sempre que o nível da competitividade aumenta, obviamente que o equipamento de topo faz toda a diferença, e ai o investimento é mais elevado. Teremos ainda que contar com os custos das participações em provas oficiais, que incluem o pagamento das inscrições, bolas, deslocações, alimentação e, caso seja necessário, estadia.

Como surgiu a ideia de se ligarem oficialmente ao Boavista FC e quando se iniciou o processo?
O paintball evoluiu nos últimos anos, de um grupo de amigos que se juntava no mato para trocar uns tiros com umas “armas” (marcadores) que projectam umas bolas de tinta, para um desporto altamente competitivo e tecnologicamente desenvolvido, praticado por cerca de 11 milhões de pessoas em todo o mundo e por milhares de pessoas em Portugal.
No sentido de tornar os campeonatos nacionais mais credíveis e com cobertura regular dos média, devido à participação de equipas representando clubes nacionais de grande prestígio, surgiu a ideia de apresentar o nosso projecto ao Boavista FC.
Os primeiros contactos (com o Vice-Presidente das Amadoras, Eng. António Marques)iniciaram-se em Maio do presente ano.

Quem deu os primeiros passos para essa união, o Clube ou o vosso Grupo?
Os primeiros passos para a concretização deste projecto foram dados pelo nosso grupo, tendo para tal efeito contactado o Departamento de Modalidades Amadoras.

A nível de ingresso no Clube como é que tudo se processou?
Foi dirigida uma proposta ao Departamento de Modalidades Amadoras para a criação desta modalidade no clube. A proposta foi analisada e surgiu a oportunidade de apresentar os objectivos desta parceria pessoalmente ao Vice-Presidente das Modalidades Amadoras, o Sr. José Sampaio.
Os responsáveis do clube viram que o projecto apresentado era viável, pelo que foi aceite. A partir dessa data, existiu um contacto mais frequente entre ambas as partes, de forma a que se seguissem todos os procedimentos para que o projecto fosse concluído com sucesso.

Qual o protocolo estabelecido, já que sabemos que não trazem nenhuns custos ao Boavista FC?
Podemos afirmar que o objectivo principal desta parceria é promover e dinamizar o clube nesta modalidade em expansão massiva em Portugal e na Europa, perspectivando a angariação de novos sócios e participantes.
Por outro lado, é com grande orgulho que envergamos o nome do clube, tendo a certeza que será, certamente, uma parceria de sucesso.

Qual o número de provas que são habituais realizar e qual o período de época oficial?
Na presente temporada, temos em perspectiva participar em 4 provas, sendo elas: Campeonato Nacional de Paintball, Liga Madrilena de Paintball, Liga Paintball do Norte e Liga Galega de Paintball. Convêm mencionar que, cada uma destas provas, possui várias etapas, sendo que o número de etapas por prova pode variar de 5 a 7. A época oficial iniciou-se em Novembro de 2009 e prolongar-se-à até ao final de 2010.

Consideram que nas duas equipas do Boavista, existe um “predador” conceituado ou são simplesmente desportistas?
Visto a equipa principal ser constituída por elementos com uma vasta experiência na modalidade, consideramos que a mesma será uma das equipas candidatas ao título.
Convêm referir que, grande parte dos elementos que constituem a formação principal, já foram campeões num dos escalões disputados em anos anteriores.
Consideramos ainda que, a equipa de formação possuiu todas as potencialidades para que, num futuro próximo seja uma das equipas favoritas a um lugar no pódio.

Objectivos para esta época e que provas têm previstas?
Um dos grandes objectivos para a época 09/10 será a formação de um grupo sólido e coeso, de forma a garantir que nas épocas seguintes, este mesmo grupo possa competir ao mais alto nível, pois só desta forma, os resultados pretendidos surgirão.
Desta forma, esperamos alcançar os lugares cimeiros da tabela classificativa de modo a subir à divisão máxima do Campeonato Nacional de Paintball, a denominada Liga Gold.
Nas restantes provas, o grande objectivo é atingir o primeiro lugar, ou seja, sermos campeões, pois só desta forma é que poderemos ser reconhecidos entre os melhores. Da mesma forma, queremos deixar a marca do clube no mundo do paintball.