Texto principal

TERMINADA MAIS UMA ÉPOCA DESPORTIVA, DESEJAMOS A TODOS ATLETAS E SEUS FAMILIARES UMAS BOAS E MERECIDAS FÉRIAS, DA NOSSA PARTE CONTINUAREMOS O TRABALHO PREPARANDO A NOVA ÉPOCA DE 2019/2020. BOAS FÉRIAS


quarta-feira, 30 de setembro de 2015

HUGO FERREIRA, UM JOVEM DE CONVICÇÕES, QUE QUER APOSTAR NO ATLETISMO PROFISSIONAL

Hugo Ferreira, é um jovem cheio de ambições sustentadas numa autoconfiança que é evidente a quem com ele conversa. Este atleta, da modalidade de atletismo, mostrou-se calmo, mas confiante num futuro profissional na modalidade.

Que idade tens?

Tenho dezasseis anos e faço dezassete em Novembro.

Quando te iniciaste na modalidade?

Pratico atletismo desde os meus treze anos e vou entrar na minha quarta época.

Em que clube te iniciaste?

No Ginásio Vila-condense, sob a orientação do Baltasar Sousa. Foi o único clube que tive até ingressar no Boavista.

Pelo que vejo, o Baltasar Sousa, foi o teu único treinador?

Exactamente. Quando o Baltasar veio para o Boavista, propôs-me que o acompanhasse e eu, não hesitei, porque confio muito no seu trabalho. Mas não fui só eu que o acompanhei pois todo o grupo do ginásio, o acompanhou para o Boavista.

Qual a tua especialidade no atletismo?

É o meio fundo de 1500, 3000 em pista, mas faço muito corta-mato que é a prova em que me sinto melhor e faço também estrada.

Como tem corrido a presente época?

Os meus melhores tempos, são nos 1500 metros com 4,42 minutos, feitos o ano passado, em pista ao ar livre. Nos 3000, fiquei com 10,20 minutos. Considero que são boas marcas, mas espero melhora-las esta época, baixando para os 9,45, nos 3000 e baixar para os 4,30 nos 1500.

Facilmente se verifica que o atletismo, para ti, não é um passatempo. Que objectivos, pessoais tens?

O meu objectivo é ser atleta de alta competição e ser profissional vivendo para e do atletismo. Sei que vai ser difícil de concretizar e sei, igualmente, que terei eu trabalhar muito e a sério. Mas essa é a minha aposta pessoal, pela qual me irei bater. Para mim, o atletismo, é um trabalho, igual ao da escola a qualquer profissão.

Nesta fase, estudas em que escola?

Estudo na Escola Rocha Peixoto na Póvoa de Varzim e frequento o décimo ano.

Tens uma vida atribulada e sempre a correr. Vives em Vila do Conde, estudas na Póvoa e treinas no Porto. Como consegues conciliar todo este movimento?

Sim, é verdade, tenho que correr muito, mas tenho tudo organizado e consigo ter tempo para tudo, porque, faço isto, com dedicação apostando no ensino e no atletismo. Treino todos os dias e assim, tenho todo o tempo preenchido.

Que provas tens agendadas a curto prazo?

O meu treinador, já me disse que vamos fazer algumas provas no início de Novembro, entre elas um crosse muito importante, que é o Crosse de Torres Vedras, os campeonatos de Pista coberta em Dezembro  e o Regional de corta-mato em Janeiro.

Já participaste em provas a nível nacional?

Já participei em dois campeonatos nacionais de Corta-mato longo. O primeiro, pelo Ginásio e o segundo já pelo Boavista.

Quando corres pelo Boavista, ainda não tens uma equipa, propiamente  dita, corres assim na condição de individual?

Posso concorrer nas provas de corta-mato, mesmo sendo o único atleta do Boavista, e igualmente, nas provas de pistas se, entretanto, tiver os mínimos exigidos para a prova em questão.

Nestes anos, de competição, tens sentido uma evolução pessoal, que te garanta que será possível atingir o teu sonho?

Tenho realmente sentido a minha evolução como atleta, não só com os resultados, mas porque me sinto realmente melhor com o tempo que passa. Sinceramente, acho que estou a evoluir.

Como é que um jovem opta pelo atletismo em vez de jogar futebol, por exemplo?

Eu ainda, joguei  futebol, em clubes de Vila do Conde e Póvoa, mas sempre gostei de correr e sempre corri mais que os outros, por isso, optei pelo atletismo sem sequer pensar duas vezes.

Algum resultado que queiras salientar conseguido há pouco tempo?

Há três semanas atrás consegui o terceiro lugar numa prova de estrada em Esmeriz, que me deixou muito feliz.

Tens altos e baixos na tua aposta de futuro?


Não, não tenho. Porque eu sei que trabalhando bem conseguirei os objectivos e se isso, depende de mim… automaticamente está garantido. Tenho é que treinar e aprender com o meu treinador, que os resultados irão (continuar)a aparecer.