Texto principal

ESTA ÉPOCA, O BOAVISTA FUTEBOL CLUBE CONTINUARÁ A PARTICIPAR EM VÁRIAS MODALIDADES A NÍVEL NACIONAL, COM OS OBJECTIVOS DE HONRAR O NOME DESTE CLUBE. O ANDEBOL SÉNIOR E VOLEIBOL FEMININO, DISPUTAM O PRIMEIRO ESCALÃO NACIONAL... OUTRAS MODALIDADES LUTAM PELO REGRESSO A ESSE ESCALÃO.


quarta-feira, 20 de maio de 2009

ENG. ANTÓNIO MARQUES (PARTE 2)

Quais as principais dificuldades que encontrou ?
A situação que, no inicio da época mais me preocupava, era a forma como seria possível motivar toda a minha equipa face ás noticias “assassinas” que todos os dias, sem excepção, eram publicadas pela imprensa. Vencido este problema, partimos para a “luta” e deparamo-nos com os problemas habituais (dificuldade de espaços para treinos, transportes, verbas para deslocações, …), mas com esses podemos nós. O que mais nos indignou foi a permanente “perseguição” que fomos vitimas em, praticamente, todas as modalidade e competições onde participamos. Como atrás referi, é hoje moda prejudicar o Boavista, muito provavelmente, para subir na carreira da arbitragem, é um dos requisitos fundamentais. No futuro pode ser que as contas se ajustem …

Para a próxima época desportiva, a sua sensibilidade diz-lhe que irá ser mais fácil ou pelo contrário ?
Esta é a pergunta mais difícil que me faz e que, sinceramente, é prematura a resposta. Sem querer fugir á questão, tenho de a deixar para uma nova oportunidade.

Falemos das Modalidades. O Xadrez está práticamente inactivo e o Atletismo reduzido ao mínimo. Qual a explicação para estes factos ?
É verdade. Tratam-se de duas Modalidades em que nos deparamos com problemas adicionais.
No Xadrez, porque não tínhamos condições para competir, tentamos avançar com a Academia de Xadrez”. Para tal criamos uma sala apropriada, só que por razões que não pretendo neste momento dissecar, não a conseguimos por a funcionar na dimensão mínima desejável. Julgo que no futuro breve, este projecto irá ser uma realidade.
No Atletismo, o nosso Director, Guilherme Alves, confrontou-se com algumas situações difíceis (as principais foram a indisponibilidade de pista e a dificuldade de conseguir um Técnico habilitado) o que nos levou a reduzir a actividade para o mínimo de Atletas. Também nesta Modalidade, temos projectos para a sua normalização, de forma a que o nosso excelente Atleta, Vasco Azevedo, se possa sentir integrado numa verdadeira equipa.

Sem a “ajuda” das receitas provenientes da Ginástica, as Actividades Amadoras já tinham “morrido” ?
É evidente que após termos disponíveis os 4 Ginásios situados no piso -2 da Bancada Norte, e após integralmente paga a sua adaptação (importante referir que estes 4 Ginásios, nos foram entregues em “bruto” após a conclusão do Estádio, o que implicou que, sem expensas adicionais para o Clube, avançamos com todas as obras para a sua conclusão, sendo todos estes gastos pagos através das receitas obtidas nas aulas de ginástica de recreação), conseguimos algumas receitas que se revelam absolutamente vitais para o funcionamento das Modalidades. Sem essas receitas (e sem outras que também obtemos, como por exemplo a conseguida com a realização do circo, os cartões Amigo das Modalidades, cotizações, …) tudo teria de ser repensado e ajustado a essa realidade.

O tempo provoca desgaste físico nas pessoas. Tem sentido esse desgaste nos seus Colaboradores e Directores dos Departamentos ?
É evidente que tudo o que temos vivido, nomeadamente todas as injustiças de que somos vitimas, não “matam” mas “moem”. No entanto, e tal como me foi transmitido recentemente por todos, continuamos fortemente empenhados em continuar a contribuir para a VIDA deste GRANDE CLUBE e, aguardar serenamente, mas também ansiosos por assistir á DERROCADA de todos aqueles (que sabemos muito bem quem são) que nos querem matar.

Como consegue conciliar duas realidades distintas. Quem está no desporto luta sempre pela vitória, mas no nosso caso um conjunto de vitórias pode originar uma subida de divisão, a qual no momento será muito difícil dar continuidade. Como faz a gestão desta realidade ?
Naturalmente que competir ao mais alto nível nas Modalidades de Pavilhão ou no Atletismo é para o Boavista F.C. impossível nos tempos que correm (os gastos envolvidos com estes projectos são incomportáveis). Esta situação é particularmente difícil de digerir para quem cá anda há vários anos (como é o caso de grande parte dos nossos Directores), porque já estivemos nesse patamar (é só consultar os palmarés das nossas Modalidades através do “link” especifico que se encontra no inicio deste “Blog”).
No entanto a paixão pelo Boavista e pelo serviço que prestamos á população, leva-nos a, todos os dias, manter todo o entusiasmo no que fazemos, mesmo sabendo que, dificilmente, nos próximos tempos teremos condições para competir ao nível mais alto e, logicamente, mais apetecível.
Também neste particular provamos que o Boavista F.C. é DIFERENTE, pois o que frequentemente assistimos em Clubes concorrentes, é que, ao mínimo contratempo, acaba a prática da Modalidade nesse Clube.
A nossa missão não é ter protagonismo, é servir o Clube o melhor que podemos e sabemos.

Sente que os seus Directores estão preparados para mais uma época nestas condições ?
Pelo que me é transmitido e pelo que me tenho apercebido, estamos todos preparados a 200%. Assim os “assassinos” não consigam levar a avante os seus escabrosos intentos.

Espera manter todas as Modalidades na próxima época ?
É o nosso principal objectivo.

E aumentar a participação de Atletas no Atletismo ?
Como atrás referi está nos nossos projectos ter de novo uma verdadeira equipa no Atletismo.

Para quando antevê uma melhoria (financeira) da actual situação ?
Toda a Direcção está fortemente empenhada em resolver esta difícil situação. Infelizmente, um dos grandes objectivos dos “assassinos” era descredibilizar o Boavista o que, em certa medida têm conseguido, levando ao afastamento de possíveis “parceiros”. No entanto, como não é fácil nos derrotar, continuamos a “lutar” para ultrapassar mais este problema.

O que mais lamenta, a suspensão da actividade de uma Modalidade antes do “arranque” da sua época, ou a sua desistência em plena época desportiva ?
Se tiver a certeza que não vai ser possível terminar a época desportiva , serei o primeiro a decidir pela sua suspensão. No entanto, se sentir que mesmo com grande esforço e dificuldades poderemos levar a bom porto o nosso projecto e tiver o apoio dos meus directos Colaboradores, estarei na primeira linha para o viabilizar.

O Boxe é uma Modalidade mais autónoma do que as outras pelo facto de ter disponíveis alguns patrocínios. Como e quando será possível ás restantes Modalidades do Clube esta maior autonomia financeira ?
O Boxe é uma das Modalidades com maior palmarés no Boavista. Tem também a particularidade de ter instalações adequadas no Clube para a realização dos seus treinos (refiro porque é importante e muito justo, que estas instalações só existem devido a um trabalho fantástico levado a cabo pelos seus responsáveis, com especial destaque para o seu Técnico, Carlos Caldas). Por esse facto torna-se menos difícil a sua autonomia, sendo muito importante, como é óbvio, alguns apoios publicitários que também têm sido obtidos.
Para além do Boxe, temos também outras Modalidades que têm sido autónomas ou quase (e, em alguns casos, mesmo contribuído com receitas adicionais) como é o caso do Futebol Feminino (que obteve um apoio publicitário que lhe permitiu a quase totalidade dos seus gastos), o Judo, o Karaté, a Ginástica e a Natação de Formação. Em relação ás restantes, onde temos outros gastos envolvidos (nomeadamente alugueres de espaços para treinos) só com uma alteração significativa da conjuntura económica nacional e uma mudança radical na forma como tem sido tratado o Clube pelos “media”, poderemos aspirar á obtenção das receitas necessárias para essa autonomia.

Como analisa pessoalmente as análise que os Directores dos Departamentos fizeram neste Blog ?
Revelam tudo aquilo que atrás referi : Preocupação com o futuro, Motivação, Disponibilidade, Vontade de servir o Clube.

Vamos manter a “luta” ?
Óbvio