Texto principal

ESTA ÉPOCA, O BOAVISTA FUTEBOL CLUBE CONTINUARÁ A PARTICIPAR EM VÁRIAS MODALIDADES A NÍVEL NACIONAL, COM OS OBJECTIVOS DE HONRAR O NOME DESTE CLUBE. O ANDEBOL SÉNIOR E VOLEIBOL FEMININO, DISPUTAM O PRIMEIRO ESCALÃO NACIONAL... OUTRAS MODALIDADES LUTAM PELO REGRESSO A ESSE ESCALÃO.


quarta-feira, 22 de abril de 2009

BOXE - NUNO CRUZ "O GUERREIRO DO NORTE"


Nuno Cruz é expoente máximo do Boxe do Boavista, sendo o único profissional do clube. Fomos conversar um pouco com ele, enquanto se treinava intensivamente para no próximo Domingo lutar por um Título de nível mundial.

Há quantos anos é profissional?
Faço no dia 25 de Abril três anos que enveredei pelo profissionalismo.
O que o levou a optar por essa posição?
A idade vai avançando e depois de quinze anos como amador, tendo a intenção de acabar a carreira num nível superior decidi enveredar pelo profissionalismo.
As competições em que participação são de escolha pessoal ou existe um calendário de provas?
A nível de Boxe amador existem provas de participação obrigatória, como Campeonatos e Taça de Portugal, em represntação do Boavista. A nível profissional actuamos muito por convite, mas esses convites também se baseiam nos combates que vamos tendo. Quanto maior for o grau de dificuldade dos realizados melhores os convites que aparecem, para eventos de nível superior.
Já esteve presente em eventos que se orgulhe particularmente?
Orgulho-me de ter sido o único português até hoje, a estar numa gala do Dom King Americano e ter estado entre os maiores pugilistas do mundo e ter conhecido os melhores empresários internacionais.

Já combati com transmissão directa para noventa países, sendo visto por duzentos e quarenta milhões de espectadores e isso deixa-me orgulhoso.
Depois disso não acha que deveria ter começado profissionalmente mais cedo?
Sim mas em Portugal isso não era muito possível. No mundo, o boxe é a segunda modalidade enquanto aqui está quase esquecido, não havendo possibilidade de enveredar-mos por um profissionalismo mais cedo.
Como amador, representa sempre o Boavista?
Como amador represento sempre o Boavista em campeonato nos quais já conseguimos inúmeros títulos, como profissional luto com o meu nome (não é habitual ligarem-nos a clubes) mas todos sabem que sou do Boavista pois todos os meus fatos de treino têm o emblema do Clube.
No Domingo dia 26 de Abril é um dia especial?
Sim nesse dia vou disputar o título Mundial de Hispano. Este título já foi ganho por três atletas do Boavista (José Manuel Barreira, António Quikamga e Manuel Gomes)
Sendo um pugilista tão conhecido porque mantém esta ligação ao xadrez?
Pelo meu valor, existem clubes que me pagariam para me inscrever por eles, mas eu sou Boavisteiro e só um contracto profissionalmente vantajoso do estrangeiro me obrigaria a pensar em quebrar esta ligaçãode dezoito anos.
O boxe está na moda?
Sim o boxe não tem nada de violento e está na moda, cada vez mais os jovens procuram o boxe. No amador o pugilista corre menos riscos que um futebolista. Leva um capacete para o proteger o que não acontece noutro desporto. No boxe não corremos o risco de levar uma cotevelada ou nos rasgar as pernas com os pitons...
Quando defronta algum adversário, vê-o como um simples adversário ou um inimigo?
Como adversário. No boxe há grande admiração pelos adversários e quanto mais difícil nos tornam os combates mais os admiramos. Nós admiramos sempre quem nos dá luta. Eu tenho grandes amigos com quem já combati e continuamos grandes amigos.
Porque o apelido de “O guerreiro do Norte”?
Pela forma como me entrego à luta sendo um autêntico guerreiro, mesmo quando perco apresento uma luta de honra e de entrega e nunca me submeto ao adversário.
Porque treinam tanto a correr?
Porque o boxe é feito sessenta por cento de pernas. Temos que ter equilíbrio e força nas pernas a força da pancada sai se estivermos seguros e equilibrados e bem agarrados ao chão. O boxe não é um desporto para ver quem tem os braços mais fortes, mas um jogo de saber e entrar e saber sair. Entrar para atacar e sair para não sofrer o contra golpe, no momento certo e para isso a força de pernas é fundamental.
Quantos dias, treina por semana?
Treino todos os dias incluindo Sábados e Domingos.
Não há férias?
Depois de um jogo faço uma ou duas semanas de férias. O boxe não é como o futebol em que quando se perde por três a zero, dizemos que a culpa foi da defesa. O boxe é individual, se não estivermos bem preparados quem perde somos nós, somos nós quem leva na cabeça, não podemos distribuir responsabilidades pela derrota e por isso temos que estar bem preparados. Para ganharmos, temos que estar melhor que o outro, temos que trabalhar mais se queremos ganhar.
O Guerreiro do Norte quer chegar onde?
A minha idade já não dá para muito, mas quero deixar o meu nome bem gravado no boxe português. Depois quando acabar como atleta, quero continuar no Boavista a ajudar o senhor Caldas a prepara os futuros pugilistas do Boavista.
Quanto tempo, irão aturar (mais) o Guerreiro?
Mais um ano ou dois. Não quero andar a arrastar-me com trinta e cinco anos a perder com jovens de vinte e quatro.

Tenho um nome a defender!


Pois tem. Nuno Cruz o “Guerreiro do Norte” é por esse nome que foi treinar…

Nota: Esta entrevista pode ser escutada na íntegra (cerca de dezanove minutos) na rádio Boavista. Visita a grelha de programas no site da rádio.