Texto principal

ESTÃO ABERTAS AS CAPTAÇÕES PARA OS PLANTEIS DE FORMAÇÃO DE FUTSAL. CONHEÇA OS DIAS DE TREINOS E ESCALÕES, CLICANDO NA FOTO DO LADO DIREITO DESTA PÁGINA.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

KARATÉ - JOSÉ PEDRO MACHADO EM CURTA ENTREVISTA



José Pedro Machado, é dos instrutores/técnicos no Karaté do Boavista. Com vinte e três anos idade, é o instrutor dos mais jovens do Karaté axadrezado.

Há quanto tempo pratica a modalidade? 

Há cerca de quinze anos.

Que clubes representou?

Estive sempre no Boavista, onde entrei com oito anos de idade e nunca deixei de treinar. 

Como encara o facto de cada vez mais, os jovens optarem pela prática de Artes Marciais?

Considero, a prática, muito importante, para a juventude como referiu, mas igualmente, importante para todas as idades. Nós estamos a apostar nestas idades, de escalões de Iniciados e Juvenis, para conseguirmos uma base mais sólida para se podermos evoluir, mas damos importância a todos escalões, que temos no nosso clube. 

O Karaté é uma modalidade sem limite de idade, para o praticante?

Sim. De todas as formas o Karaté consegue dar resposta a todas as idades. No momento, está provar-se cientificamente, que o Karaté ajuda em muitos sentidos. Nas crianças, por exemplo,  ajuda em termos de mobilidade e em problemas físicos que possam ter, ajudando a evoluir mais rapidamente. Nos adultos, a prática da modalidade ajuda  a manter a forma física e mobilidade.

Em tempos passados, quando se divulgaram as Artes Marciais em Portugal, todos os jovens queriam praticar… para aprender a bater. Essa fase está ultrapassada?


O Karaté sempre foi uma modalidade de autodefesa, talvez mal interpretada nessa fase, a que se referiu. O Karaté, é também, uma forma de evoluir não só como praticante, mas como de controlo próprio, físico e mentalmente. É uma modalidade que pode ser praticada até ao final da vida, por isso, se deferência de uma prática meramente desportiva.