Texto principal

PARTICIPE NO FESTIVAL DE COR E ALEGRIA QUE O SARAU DE NATAL DA GINÁSTICA E ARTES MARCIAIS, LHE GARANTE. ADQUIRA OS SEUS INGRESSOS, NA SECRETARIA DA GINÁSTICA DO BOAVISTA FUTEBOL CLUBE

quinta-feira, 8 de junho de 2017

BOXE - MARIANA TAVARES (CAMPEÃ NACIONAL DE SENIORES) EM ENTREVISTA



Mariana Tavares, Atleta de Boxe do Boavista F.C. na categoria de -51Kgs sagrou-se Campeã Nacional de Seniores no passado fim-de-semana.


Como te sentes, como Campeã Nacional?
Sinto-me orgulhosa e ainda um pouco excitada.

Como correram os combates?
Correram muito bem, embora tenha que admitir que estava muito nervosa, mas graças a Deus correram bem. O Sr. Carlos Caldas conseguiu manter-me calma e… conseguimos a vitória.

Pessoalmente, como analisas os combates?
Agora com mais calma, reconheço que tive falhas durante os combates, mas também foram provocados pela inexperiência pois foram os meus primeiros combates oficiais. Tenho que trabalhar mais  para na próxima vez não voltarem a acontecer.

Que adversárias tiveste?
Uma Atleta de Setúbal e na final uma adversária de Faro.

Voltando aos erros que assumes ter cometido. Como reagiste no momento?
Reconheci que errei, mas nada mais podia fazer porque tudo é rápido e não se pode pensar no que foi feito mas no que temos ainda de fazer e … nunca esquecer que do outro lado está uma adversária valorosa. No momento da decisão do júri, uma pessoa fica sempre ansiosa e a pensar nos erros que cometeu, mas no final de cada round senti que estava a fazer um bom trabalho.


O futuro?
O facto de ter ganho título nacional não quer dizer que já está tudo feito. Sei que tenho muito para aprender e que tenho que continuar a treinar com afinco e entrega, seguindo os conselhos dos meus treinadores para, queira Deus, ganhar mais títulos.

Queres enviar alguma mensagem?
Quero agradecer muito ao Sr. Carlos Caldas pelo trabalho e dedicação que teve para comigo durante toda esta preparação.

Até aqui falamos individualmente. Mas o que sentes como atleta do Boavista?
Primeiro, um grande orgulho de pertencer a este clube. Depois, dizer que reconheço o muito que Boavista fez por mim. Relembro que só me iniciei no Boxe em Outubro vindo de outra modalidade de luta.
Sei que se não tivesse vindo para o Boavista, provavelmente ainda nem me tinha iniciado na competição e sem ter vivido ainda a sensação de subir a um ringue.
Tudo isso, só foi possível por ser no Boavista que é servido por pessoas aplicadas e determinadas que nos dão toda a atenção necessária.
O Boavista deu-me tudo isso e por esse motivo estou grata ao Clube e orgulhosa de pertencer ao mundo da pantera.