Texto principal

ESTÃO ABERTAS AS CAPTAÇÕES PARA OS PLANTEIS DE FORMAÇÃO DE FUTSAL. CONHEÇA OS DIAS DE TREINOS E ESCALÕES, CLICANDO NA FOTO DO LADO DIREITO DESTA PÁGINA.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

VOLEIBOL (SENIORES) - UM JOGO COM DUAS FACES, NUM AMBIENTE DE GRANDE DESPORTIVISMO



UN. LUSÓFONA 3 – BOAVISTA FC 2
16/25, 19/25, 25/22,26/24, 15/12 

 O PÁSSARO FUGIU, NUM SALTINHO DE PAR(CI)DAL

Foi um Boavista, de duas faces, que esteve presente neste jogo. Começando, muito bem, nos dois primeiros parciais, sem dar qualquer hipótese à Lusófona e vencendo-os, com clara  facilidade. 

Mas tudo se alterou a partir do terceiro parcial, com mérito da equipa Lisboeta - que todos pensavam derrotada-  e com culpas claras da postura do Boavista, dado ter considerado que mais que na mão, o pássaro estava na gaiola…

Um bloco deficiente por parte do Boavista e o grande empenhamento e excelente prestação das jogadoras sulista (sempre em crescendo) anularam uma vitória anunciada.

Acabou, na globalidade, por ser um excelente jogo de Voleibol, num pavilhão completo, com um apoio incessante das jovens à equipa da casa, num jogo disputado com o maior desportivismo possível de imaginar e num ambiente exemplar.


  Set 16/25
Natural equilíbrio até ao empate a quatro pontos, a partir dos quais o Boavista, impôs uma vantagem de quatro pontos, que lhe permitiu gerir sem problema algum, este parcial. Alcançando os 22/14, as panteras garantiram a vitória e foi natural a vitória no parcial.


2º Set 19/25
Este parcial, foi o anuncio do que viria em seguida, porque por um lado, se demonstrou a superioridade (até ali) do Boavista mas por outro, era nítida a irreverencia e  postura da lusófona. Equilibrio até ao empate a treze pontos, para depois o Boavista assumir um ataque mais forte e conseguir vantagem de cinco pontos. O parcial terminou facilmente e todos (menos a Lusófona) esperavam o 3/0 no jogo.


4º set 25/22
Mas esse resultado não viria a acontecer! 
Mérito da Lusófona que entrou forte e conseguiu uma vantagem de 9/3. Era fácil verificar que isso perturbou as panteras, que perderam confiança e discernimento.  Mesmo assim, o Boavista reagiu e conseguiu anular a desvantagem aos 22 pontos. A parte final e decisiva podia cair para qualquer dos lados, mas a Lusófona venceu merecidamente o parcial que viria a virar o jogo.


5º Set 26/24
Excelente parcial, talvez mesmo, o melhor – o Lusófona sempre em crescendo atingindo grande nível exibicional e com o Boavista aproximando-se da prestação inicial, o set acabou por resultar num parcial de equilíbrio do principio ao fim, com vários empates conseguidos, por ambas as turmas. 
Na fase final com o empate a 23/23, o resultado era imprevisível. Seguiu-se um empate a 24/24. Numa jogada de ataque a jogadora do Boavista remata forte - para conseguir o 25/24,  mas a bola batendo na vareta delimitadora do terreno de jogo, deu o ponto para as lisboetas, que no seu serviço concluíram a vitória.


6ª Set 15/12
Esteve muito bem a Lusófona na negra, com o Boavista a acusar alguma desconfiança, permitindo às lisboetas, comandarem o marcador com dois pontos de vantagem a partir do empate a dois. Numa fase,  de pontos alternados para cada uma equipa, a mudança de terreno de jogo, registava o placar de 8/6. O Boavista não conseguiu a atingir a diferença mínima e a Lusófona num grande ambiente de apoio, conclui o que, duas horas e meia antes, não perecia possível.