Texto principal

O BOAVISTA FUTEBOL CLUBE, ORGANIZA NO PRÓXIMO DIA 17 DE NOVEMBRO A CORRIDA DA PANTERA. UMA PROVA COMPOSTA POR 10 KM DE CORRIDA OU 5 KM CAMINHADA. PARTICIPE!


segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

A PROPÓSITO DE: 2012, SERÁ O (TAL ANO)... OU SOMENTE MAIS UM ?

O FINAL... DE QUÊ, DE QUEM?
Todos os anos, quando o calendário marca o último dia de Dezembro o mundo saúda a entrada num novo ano, desejando/ esperando, com grande  esperança, que o novo ano seja “o tal” que tudo vai trazer de bom.
Estes desejos, são uma regra do ser humano a nível mundial e, invariavelmente, têm sido uma frustração, porque o ano que terminou (mau) tem-se demonstrado melhor, daquele que efusivamente saudamos, obrigando-nos a esperar sempre o... pior.
Mas como todas as regras têm excepções… continuamos “cantando e rindo” (como dizia o outro) na procura desse ano mágico.
Já ultrapassamos a barreira dos festejos da passagem das datas.
Agora começa a realidade.
Dois mil e doze! Será forçosamente um ano polémico, difícil e muito discutido.
Segundos as profecias dos Maias, este ano, será uma ano muito especial e esperado há milhares de anos. O seu último rei e profeta,  Pacal Votan, previu o “fim dos tempos” ou fim do mundo? Para a data de 21 de Dezembro do ano agora iniciado. Será por certo um assunto, que ira dominar todos os meses deste novo ano.
Confesso que tenho esperança de nesse dia ainda “cá estar” para presenciar o que vai acontecer. Se acontecer algo… naturalmente!
Desportivamente, será um ano importante!
A nível de futebol, aguardam-se a alterações (se acontecerem) que a nova Direcção da FPF irá produzir.
O Boavista é um dos mais interessados nessas (possíveis) alterações, pois acalentará a esperança de uma nova postura disciplinar da Federação, agora presidida por Fernando Gomes. Antes disso, terá que ser tornada pública  a decisão do tribunal Administrativo de Lisboa e posteriormente, a uma intervenção do Boavista, se verá qual a postura do CD da FPF. Eu, sinceramente, considero que a este nível nada irá ser alterado, porque e a FPF está presa aos seus próprios interesses e dar “o baço a torcer” poderia produzir (aí sim) por parte do Boavista um pedido de indeminização, o qual colocaria o futuro da própria federação em causa.
Estamos em Portugal e neste país, há uma regra sem excepções. Mesmo com a justiça cega, os veredictos são sempre favoráveis ou maiores! Porque será?
Ora entre o grande Boavista e a enorme Federação …
Tendo em conta, a velocidade com que a mesma justiça se aplica em Portugal, este ainda não é um assunto para ser decidido em 2012, contrariando o que tem defendido o Senhor Presidente que aguarda (sempre) a resolução para um tempo breve. Eu acho, que antes de 2014/15 NADA SERÁ DECIDIDO em definitivo.
Esta minha posição contraria em completo aqueles que aguardavam a decisão (anunciada) para Setembro de 2010, com dia pré-estabelecido… dia 25. Verificou-se que nem no mesmo dia… de um ano seguinte (25/10/2011).
Lamentavelmente, este facto é muito importante para o Boavista, a própria existência do Clube é posta em equação.
Que fazer?
Esperar pela tal decisão/recursos/nova decisão e pedido de indeminização que reabrirá novo processo?
Ou termos a coragem de começar tudo de novo, já este ano?
Colocar em equação é fácil. Resolver a mesma é muito mais difícil! Mas, com o andar constante dos tempos a situação complica-se dia a dia.
Em entrevista que realizei com o senhor Presidente,  Álvaro Braga, o mesmo, assumiu publicamente que seria impossível manter esta situação para além do ano de 2010. Estamos em 2012 e o Clube ainda vive… aqui se vê o muito que têm lutado alguns, para se manter este estado de coisas… se o ano de 2011 foi ultrapassado já o actual será uma incógnita, porque as dificuldades  vão aumentando, as soluções diminuindo e o desgaste desta visão miserabilista que todo o país tem do Boavista, vai enfraquecendo o número de pessoas capazes de recuperar o clube.
Aponta-se como Março,  como um mês importante para averiguar da veracidade dos (até aqui) boatos sobre  vida do Boavista.
Em Agosto, deverá ser aberto um período que levará a Eleições no Clube! Deverá, digo eu, porque duvido que baseado no passado recente, haja alguém que queira correr os riscos de concorrer ao cargo de Presidente.
Dir-me-ão que haverá sempre a ter em conta o “voluntarismo”  do actual Presidente! Março pode determinar se a “missão” está ou não concluída.
Muitos são os problemas que se deparam para 2012.
A própria crise mundial (não nacional… o caso é muito mais grave e é um caso de “gato escondido com rabo de fora”) que limitará profundamente qualquer investimento.
O actual campeonato de futebol,  será ele por isso, um grande caso. Não conseguindo a subida de divisão, como reagirão os adeptos? Deixar-se-ão acomodados a esta actual divisão, rendendo-se à evidência da morte do Boavistão? Uns adaptando-se a essa realidade e outros abandonando, o definitivamente a actividade de Boavisteiros?
Mas em caso de garantida a subida, o Boavista terá condições de “matar” o grande problema que realmente impede a sua sustentabilidade?
Refiro-me a cumprir as condições impostas pelo PEC. Esta é a verdadeira razão de o Boavista não competir nos campeonatos profissionais…
Quantas pessoas se esquecem deste ponto? Inocentemente ou distraidamente?
Haverá ainda mais um grande assunto a resolver, se alguém – que não pertença a este grupo que dirige actualmente o Boavista  - se candidatar e vencer as eleições. Será certo que a SOMAGE  aparecerá de imediato, a exigir os pagamentos sobre o Estádio. A actuação desta empresa foi posta a nu, aquando do aparecimento da Comissão Administrativa. Tenho, para mim, que será um enorme acto, que asfixiará o futuro do Boavista.
Esta é a minha visão – acompanharei a evolução –  para este ano, que ontem todos nós festejamos como o ano da esperança e da excepção.
Ao invés, de erguer a minha Taça num viva o 2012, brindo a que sobrevivemos ao 2012… pelo menos, até ao dia 21 de Dezembro!
Para saber a que se referia  - ou se tinha razão – o Pacal Votan! Estou mesmo, curioso!
Vamos então a isso!
Manuel Pina Ferreira