Texto principal

O BOAVISTA FUTEBOL CLUBE, ORGANIZA NO PRÓXIMO DIA 17 DE NOVEMBRO A CORRIDA DA PANTERA. UMA PROVA COMPOSTA POR 10 KM DE CORRIDA OU 5 KM CAMINHADA. PARTICIPE!


sexta-feira, 5 de julho de 2019

CATARINA LEMOS - UMA VOLEIBOLISTA CONFIANTE


Catarina Lemos, é uma atleta que transita do plantel do ano passado. Jovem estudante de resposta pronta e confiante.

Que idade tem e com que idade começou a jogar Voleibol? Qual a posição em campo?

Tenho 21 anos, prestes a fazer 22, no dia 1 de Agosto. Comecei a jogar voleibol no meu 9º ano, cerca de 8 anos atrás. Na época passada fui oposta, tendo já passado pela posição de central e zona 4.

Em que clube começou e quais os clubes que representou?

Comecei a ganhar o gosto pelo Voleibol no desporto escolar da Escola Secundária Rocha Peixoto, na Póvoa de Varzim. Representei o Clube Desportivo da Póvoa durante 2 anos e em seguida fui para o Sporting Clube de Braga desde a época 2013/2014 até à época 2016/2017. Ainda tive a oportunidade de treinar no Ginásio Clube Vilacondense na época seguinte, não tendo continuado até ao fim. Neste momento, represento o Boavista Futebol Clube.

Qual a profissão que tem?

Sou estudante no Instituto Superior de Administração e Gestão no curso de Gestão Hoteleira.

Na época passada em que clube jogou?

Na época passada foi o meu primeiro ano no Boavista Futebol Clube. 

Como se deu a assinatura para o Boavista?

Na época 2017/2018, ano em que entrei para a faculdade, sabia que não ia ter condições para continuar a jogar no Braga. Posto isto, tinha intenções de jogar num clube do Porto e assinar pelo Boavista foi uma das hipóteses. Infelizmente, devido a algumas situações inesperadas, fiquei esse ano sem jogar. Na época passada, surgiu novamente essa hipótese e integrei no plantel. Este ano, vou continuar a representar este clube que me acolheu tão bem.

O que espera da nova época em termos colectivos e que ambições para o campeonato?

Tenho plena consciência que esta nova época vai ser complicada e muito disputada, com equipas de patamares muito diferentes. A nossa equipa é uma equipa jovem, com muita qualidade e com muito para dar. Sei que vamos dar todas o nosso melhor e espero, desde o inicio, que o grupo seja coeso e que reme todo para o mesmo lado.

Que objectivos individuais tem para o seu futuro no Voleibol?

Para já, enquanto conseguir conciliar os estudos com o desporto, pretendo continuar a praticar esta modalidade. Relativamente a objectivos mais futuros, não tenho nada definido. Só sei que ter a oportunidade de jogar na 1a divisão já é algo que me deixa muito feliz.


SARAU DE GINÁSTICA DIA 12 DE JULHO


ATLETISMO - JOÃO MARTINS (INICIADO) CONSEGUE MÍNIMOS PARA O NACIONAL DE JUVENIS

João Martins, conseguiu os mínimos para participara no Campeonato Nacional de Juvenis.

O nosso atleta, João Martins do escalão etário de Iniciados, conseguiu  o registo de 43,00 segundos na prova de 300 metros barreiras, marca que lhe dá acesso a participar no Campeonato Nacional de Juvenis a realizar no dia 13 e 14 de Julho em Fátima, juntando-se assim à nossa campeã Ana Costa.

quarta-feira, 3 de julho de 2019

VOLEIBOL - INÊS VASCO NA PRIMEIRA PESSOA



Vamos realizar uma apresentação mais personalizada das atletas do Voleibol do plantel sénior. Esta apresentação terminará com uma entrevista de fundo com a treinadora principal.

Iniciamos estes artigos, com uma das novas contratações, Inês Vasco, que se mostrou de mulher de poucas palavras e “rematando rápido” às nossas perguntas.

Vamos fazer uma apresentação. Que idade tem e com que idade começou a jogar Voleibol? Qual a posição em campo?

Chamo-me Inês Vasco, tenho 16 anos e comecei a jogar voleibol aos 11 anos. Jogo na zona 4 e oposta.

Em que clube começou e quais os clubes que representou?

Os meus clubes foram o SC Arcozelo onde me iniciei e AJM, onde joguei a época passada.

Qual a profissão que tem?

Sou estudante.

Na época passada em que clube jogou?

Joguei no AJM



Como se deu a assinatura para o Boavista?

A Treinadora “ Nocas” e o director Fernando Pereira,  abordaram-me e falaram do projecto que têm para o Boavista e eu fiquei interessada. Como o interesse era de todos, foi fácil a minha vinda para este grande Clube.

O que espera da nova época em termos colectivos e que ambições para o campeonato?

A nível colectivo, espero e desejo que se forme um grupo unido e que se atinja um bom lugar no campeonato.


Que objectivos individuais tem para o seu futuro no Voleibol?

Atingir o melhor nível possível e fazer uma época calma para assim podermos sem pressões extras mostrar o nosso valor

terça-feira, 2 de julho de 2019

KICKBOXING - CAMPEONATO NACIONAL, BOAVISTA COM TÍTULOS E LUGARES NO PÓDIO


O Boavista Futebol Clube esteve representado por  12 atletas no Campeonato Nacional de Kickboxing, que se realizou no último fim-de-semana na Figueira da Foz.

No conjunto da equipa o Boavista conquistou:


1 medalha de ouro
3 medalhas de prata
6 medalhas de bronze
1 quarto classificado


Principais resultados obtidos:

Telma Novo 
CAMPEÃ NACIONAL em Low Kick
Diogo Granja 
VICE-CAMPEÃO NACIONAL em K1
Luana Brás 
VICE-CAMPEÃ NACIONAL em K1
 Inês Novo
VICE-CAMPEÃ NACIONAL em Kick Light
Bernardo Meireles
3º LUGAR NACIONAL em K1
Nuno Amorim 
3º LUGAR NACIONAL em Kick Light
Maria Brás
3º LUGAR NACIONAL em Kick Light
Beatriz Ferreira 
3º LUGAR NACIONAL em Light Contact
José Estevão 
3º LUGAR NACIONAL em Kick Kight
Telmo Teixeira
3º LUGAR NACIONAL em K1

Registamos a análise  do treinador/director Bruno Fernandes, que afirmou:

“ Foram dois dias de combates intensos onde os nossos atletas de tudo fizeram para alcançar os objectivos propostos pela nossa academia de dignificar o BOAVISTA e tentar chegar aos lugares de pódio.
Claro que trabalhamos sempre para chegar ao primeiro lugar mas nem sempre o conseguimos fazer derivado a vários factores (desgaste, adrenalina, ansiedade etc) mas, para contrariar esses factores, trabalhamos diariamente para tentar sermos cada vez mais eficazes nas competições onde estamos representados.

Não nos vamos alongar muito mais viemos com 12 atletas e levamos 10 medalhas objectivo cumprido. Agora é trabalhar mais e com mais afinco para reduzir o número de medalhas de bronze e de prata e aumentar as de ouro.