Texto principal

TERMINADA MAIS UMA ÉPOCA DESPORTIVA, DESEJAMOS A TODOS ATLETAS E SEUS FAMILIARES UMAS BOAS E MERECIDAS FÉRIAS, DA NOSSA PARTE CONTINUAREMOS O TRABALHO PREPARANDO A NOVA ÉPOCA DE 2019/2020. BOAS FÉRIAS


segunda-feira, 8 de julho de 2019

INÊS FARIA - UMA FUTURA DOUTORA QUE NÃO SE CONTENTA COM "O SUFICIENTE"


Continuando na apresentação do plantel do Voleibol, apresentamos de seguida a entrevista com Inês Faria, mais uma atleta que transita da época anterior.

"NUNCA ME CONTENTO COM O SUFICIENTE"


Que idade tem e com que idade começou a jogar Voleibol? Qual a posição em campo?

Tenho 19 anos, pratico voleibol há 10 e sou actualmente central do Boavista F.C.

Em que clube começou e quais os clubes que representou?

Iniciei a prática da modalidade aos 9 anos no Clube Desportivo da Póvoa onde fiz toda a minha formação até ao escalão de juvenis. Na época 2016/17 surgiu a oportunidade de jogar no Leixões S.C., clube o qual representei durante duas épocas. 
Na época passada, fui convidada para integrar no plantel sénior do Boavista F.C. onde permanecerei, pelo menos, mais uma época.

Qual a profissão que tem?

Sou estudante na Faculdade de Farmácia da Universidade Porto.

Na época passada em que clube jogou?

Na época passada, representei as cores do Boavista F.C.

Como se deu a assinatura para o Boavista?

Terminado o meu trajecto na formação, fui convidada pela direcção do Boavista F.C. para vestir a camisola axadrezada naquele que ia ser o meu primeiro ano no escalão sénior. Fiquei bastante contente com o convite e claro, bastante entusiasmada por ter a oportunidade de abraçar um projecto novo naquele que é um dos mais prestigiados clubes de Portugal. 

O que espera da nova época em termos colectivos e que ambições para o campeonato?

Nesta nova época, que se aproxima, o que espero, essencialmente, é evolução e investimento. Acredito que se fizermos sempre o melhor que conseguimos no momento presente, esse esforço vai-nos certamente colocar numa posição melhor num momento futuro.
Somos um plantel bastante jovem , talvez o mais jovem do campeonato, e como tal temos consciência das nossas limitações comparativamente com as outras equipas que vamos enfrentar. 
No entanto, certamente que não nos vamos dar por vencidas e ambicionamos provar que a força da juventude pode mover muita coisa.

Que objectivos individuais tem para o seu futuro no Voleibol?


Sou uma pessoa que nunca me contento com o "suficiente", e portanto no desporto isso também não é excepção. Neste momento, procuro essencialmente evoluir em todas as formas possíveis que um atleta consegue mas ser Campeã Nacional I Divisão é certamente um dos meus grandes objectivos e sei que a minha ambição pode-me levar muito longe.