Texto principal

ESTA ÉPOCA, O BOAVISTA FUTEBOL CLUBE CONTINUARÁ A PARTICIPAR EM VÁRIAS MODALIDADES A NÍVEL NACIONAL, COM OS OBJECTIVOS DE HONRAR O NOME DESTE CLUBE. O ANDEBOL SÉNIOR E VOLEIBOL FEMININO, DISPUTAM O PRIMEIRO ESCALÃO NACIONAL... OUTRAS MODALIDADES LUTAM PELO REGRESSO A ESSE ESCALÃO.


sábado, 15 de outubro de 2011

FUTSAL SENIORES - O JOGO QUE EU VI

AD FUNDÃO 4 - BOAVISTA FC 3
(ao intervalo 3-2)

EM JOGO DE ERROS, GANHA QUEM MELHOR APROVEITOU

Foi um jogo tecnicamente mal jogado, mau grado todo o empenho e correcção que todos os atletas nele aplicaram. O futsal praticado ficou aquém daquilo se esperava deste dois clubes.
Acabou por ser um encontro em que os erros cometidos (muitos) pelas equipas não tiveram o mesmo aproveitamento de ambos os lados. Aproveitou mais e melhor o Fundão, que disso não teve culpa nenhuma e aos Panteras acabou por ficar o gosto sempre amargo da derrota. Mesmo assim, consideramos que o empate seria o resultado mais certo e porque não dizer, seria um castigo merecido para ambos.
O Fundão começou forte e pressionando em zona avançada do terreno incomodando o Boavista que iniciou o jogo com nítido nervoso miudinho. Desse nervoso, surgiram duas perdas de bolas no meio campo defensivo, que se só se podem aceitar como fruto de o possuidor da bola não encontrar linhas de passe e… perder o esférico para Jander que fez dois golos, surgindo isolado frente a Buffon.
Aos seis minutos de jogo o Boavista perdia por dois golos! Tudo parecia demasiado mau, para os axadrezados, mas uma falta de atenção defensiva dos Serranos permitiu que um lançamento lateral, desse em assistência que Marcos não perdoou, reduzindo o score.
O Boavista voltava ao jogo, mas lamentavelmente, novo erro defensivo e nova perda de bola, para Jander que de novo transformou em golo. O Boavista errava… Jander aproveitava! Ainda antes do intervalo o Boavista diminuiria por intermédio de Ricardo Santos num remate frontal após a marcação de um canto.
O segundo tempo foi algo diferente. O Fundão continuou a pressionar alto até aos cinco minutos, mas com o passar do tempo foi recuando nessa pressão deixando a linha defensiva longe da linha da frente. Daí nasceram espaços para a pantera aproveitar. O Boavista assentou o seu jogo, pecando apenas por rematar pouco para o caudal de jogo que conquistou.
O empate era aguardado e por pouco não apareceu num falhanço incrível a meio metro da linha de golo e de baliza aberta. Cabe em justiça referir que entretanto, o Fundão podia ter marcado em nova falha de marcação num canto em que o seu jogador rematou à barra.
Como o golo não aparecia, Alberto Melo, a três minutos do final mandou jogar de cinco para quatro, com Marcos na posição de guarda-redes avançado. Aposta feita, aposta ganha pois a dois minutos do final Fábio conseguia a merecida igualdade a três golos.
Não tiveram tempo de sentir esse prazer os axadrezados pois na jogada de saída e após um recepção de bola que nos deixou algumas dúvidas (braço ou peito?) Anderson não se intimidou e rematou com êxito.
O último minuto foi a tentativa do Boavista de corrigir e remediar esse erro… mas o coração bateu mais forte que a cabeça e tudo saiu errado.
Foi mais uma derrota por apenas um golo! Falta apenas um golo! Não há vitórias morais… mas esse pormenor deverá ser remediado com trabalho e mais concentração… estamos certos que os resultados irão aparecer, basta que neste momento o grupo se una em torno da sua equipa técnica, porque o campeonato é longo!
Amanhã apresentaremos o comentário de Alberto Melo dado após o jogo e reportagem fotografica do encontro.